BRANDS' ECOSEGUROS Campanha 40 anos FGA: Sem seguro não é seguro

  • BRANDS' ECOSEGUROS
  • 21 Setembro 2020

O Fundo de Garantia Automóvel (FGA) assinala 40 anos de atividade com uma campanha de sensibilização sob o mote "Sem seguro não é seguro".

O Fundo de Garantia Automóvel (FGA) tem em curso uma campanha de informação pública de sensibilização da população em geral e dos condutores em especial para a importância do seguro de responsabilidade civil automóvel.

A campanha, intitulada “Sem seguro não é seguro” e composta por dois vídeos, enquadra-se nas comemorações dos 40 anos de atividade do FGA ao serviço da comunidade e procura alertar os condutores para a importância do seguro de responsabilidade civil automóvel, enquanto elemento da segurança rodoviária, e será difundida nos canais de comunicação digitais, para além do site da Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF), entidade responsável pela gestão daquele fundo público, bem como no Portal do Fundo de Garantia Automóvel.

Desde a sua criação, o Fundo de Garantia Automóvel já assistiu cerca de 13 mil pessoas na recuperação de danos corporais e cerca de 50 mil pessoas no ressarcimento de danos materiais resultantes de acidentes de viação.

Os 40 anos de atividade do FGA serão também assinalados com a realização da conferência “Fundo de Garantia Automóvel: 40 anos ao serviço da comunidade” [LINK PARA ARTIGO DA CONFERÊNCIA], que terá lugar no dia 25 de setembro de 2020, entre as 9h30 e as 12h15m, e que será transmitida em direto no site da ASF.

Na conferência serão apresentados os resultados preliminares do estudo sobre a caracterização dos sinistros em que o responsável não possui seguro de responsabilidade civil automóvel válido.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Campanha 40 anos FGA: Sem seguro não é seguro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião