BRANDS' ECO Door Travel e Alenmot entre as Gazelas mais exportadoras

  • BRANDS' ECO
  • 26 Setembro 2020

Uma agência de turismo - Door Travel - e uma empresa ligada à metalurgia – Alenmot - estão entre as empresas Gazela apuradas em 2019. A aposta na exportação foi fator de destaque para ambas.

Além da distinção como “Gazela”, atribuída pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), as duas empresas também se destacaram entre as Gazelas mais exportadoras.

Apesar de ambas se localizarem na região Centro (na sua delimitação geográfica mais alargada), estão separadas por mais de 100 quilómetros de distância. A sede da Door Travel, situa-se em Pombal, na região de Leiria, e a da Alenmot em Alenquer, no Oeste.

Door Travel dá “boleia” para Portugal aos mercados internacionais

A Door Travel começou a atividade como agência turística de incoming em 2017. Opera em toda a extensão do território português – Portugal Continental, Madeira e Açores – e está presente em mais de 20 países, entre eles, Israel, França, Brasil, Canadá, Estados Unidos da América, Itália, Bélgica, Espanha ou Luxemburgo.

A agência é, por isso, uma prestadora de serviços. Ou seja, cria “pacotes de viagens” apenas em Portugal, mas apresenta-os a agências de turismo de outros países. Desta forma, quando os parceiros estrangeiros têm clientes interessados numa viagem a Portugal, são as ofertas da Door Travel que lhes são mostradas.

“Dispomos de um vasto número de programas, definidos para garantir a máxima qualidade, ao preço mais justo, em toda a extensão da nossa oferta: estadias, circuitos, tours temáticos, experiências, eventos e conferências”, especificou Elisabete João, diretora-geral da empresa.

Apesar das opções preparadas pela Door Travel também estarem disponíveis para o mercado nacional, a empresa ganhou destaque entre as Gazelas por ser uma das mais exportadoras porque o mercado internacional tem vindo a apostar na parceria com a agência.

"Após 5 anos de existência, ser reconhecida com este prémio é algo que nos enche de muito orgulho e nos dá alento para lutarmos cada dia com mais afinco e determinação”

Elisabete João

Diretora-geral Door Travel

Elisabete João justifica o sucesso da empresa com o “rigor, compromisso, flexibilidade, competência, qualidade e inovação”, que diz fazerem parte da atuação diária da Door Travel. Além disso, menciona também os recursos humanos, a quem atribui muito do mérito alcançado até hoje.

Nesse sentido, para dar resposta ao crescimento, a marca tem vindo a reforçar a equipa de colaboradores e abriu novos escritórios em Lisboa. O objetivo, explicou a diretora-geral, “é desenvolver uma ação mais forte e direcionada para o incentivo”.

O crescimento e sucesso levou a Door Travel a ser uma das Gazelas apuradas em 2019, título que Elisabete João encara como uma prova de sucesso: “Após 5 anos de existência, ser reconhecida com este prémio é algo que nos enche de muito orgulho e nos dá alento para lutarmos cada dia com mais afinco e determinação”.

Alenmot mostra qualidade das empresas portuguesas além-fronteiras

Há mais anos no mercado está a Alenmot, que abriu portas em 2012 com o objetivo de dar resposta ao mercado nacional e internacional no ramo da metalurgia.

A sede portuguesa encontra-se em Alenquer, mas a empresa conta com mais três sucursais em França, Bélgica e Turquia. O foco em todas elas é a construção, montagens e reparações de estruturas metálicas, a manutenção e serralharia industrial e ainda o fabrico e montagem de tubagens industriais.

A Alenmot abriu portas em 2015 e tem a sede portuguesa em Alenquer.Alenmot

“O que a Alenmot mais exporta são estruturas metálicas e também montagens das mesmas. Fazemos contratos de manutenção industrial com siderurgias, centrais elétricas e cimenteiras”, começou por explicar Georgino Pedroso, diretor-geral da empresa.

A Alenmot tem tido um grande crescimento ao longo dos anos, fator que Georgino Pedroso justifica muito prontamente: “O que nos distingue para que os nossos clientes nos escolham é o nosso profissionalismo, a nossa experiência no setor da metalomecânica e a nossa disponibilidade para estarmos sempre prontos para abraçar qualquer problema mecânico ou novos projetos dos nossos clientes”.

"Ser empresa Gazela é uma sensação de orgulho para toda a equipa da Alenmot, é a recompensa do empenho que temos tido na evolução desta empresa.”

Georgino Pedroso

Diretor-geral Alenmot

No entanto, a afirmação no mercado internacional nem sempre é fácil. Georgino Pedroso admite que o maior desafio da exportação “é fazer ver no mundo a qualidade e o profissionalismo, a entrega e rigor das empresas portuguesas”. Ainda assim, admite que a situação agora está muito melhor: “Hoje já somos escolhidos e isso leva-nos a fazer cada vez melhor”.

Mas não só a confiança que os clientes têm na empresa contribui para a vontade de melhorar cada vez mais. O diretor-geral apontou também como incentivo a distinção que receberam da CCDRC. “Ser empresa Gazela é uma sensação de orgulho para toda a equipa da Alenmot, é a recompensa do empenho que temos tido na evolução desta empresa”, rematou Georgino Pedroso.

Consulte aqui​ o estudo completo, com a listagem das empresas.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Door Travel e Alenmot entre as Gazelas mais exportadoras

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião