Noronha Lopes quer limitar mandatos do presidente do Benfica

O candidato João Noronha Lopes apresentou esta segunda-feira o programa eleitoral que pretende implementar caso vença as eleições para a presidência do Benfica. Quer limitar mandatos a três.

João Noronha Lopes é o mais recente candidato à presidência do Benfica e revelou esta segunda-feira o programa que pretende implementar caso vença as eleições do clube, marcadas para o final do mês de outubro.

O candidato propõe limitar os mandatos na presidência do clube, impedindo o cumprimento de mais de três mandatos, sejam eles consecutivos ou alternados. Uma limitação idêntica será aplicada também ao presidente da mesa da Assembleia Geral e ao presidente do Conselho Fiscal.

Na apresentação do programa eleitoral, Noronha Lopes deixou elogios ao trabalho realizado por Luís Filipe Vieira até ao momento, salientando que, “ao longo destes vinte anos, o atual presidente fez crescer o património do clube e investiu na sua organização e formação”. Todavia, Noronha Lopes afirma que “o momento de virar a página é agora”.

Para tal acontecer, o candidato tornou públicas as 52 páginas com propostas que deseja implementar no Benfica, caso vença as eleições. No programa, Noronha Lopes centra o seu foco em três pilares considerados por si fundamentais: a ambição desportiva, a sustentabilidade financeira e os sócios.

Outra das principais medidas propostas é a reestruturação do departamento de futebol com a criação do cargo de diretor desportivo, que de acordo com o candidato, ficará responsável pela equipa principal e pela equipa B. Outra novidade é a estreia do posto de diretor de prospeção e, com o foco direcionado para as camadas jovens, de um diretor de formação.

Financeiramente, o candidato tem como uma das principais prioridades os resultados operacionais do emblema “encarnado”, querendo “impor um rácio de alavancagem financeira que garanta a autonomia e capacidade do Sport Lisboa e Benfica e da SAD para satisfazer os seus compromissos perante terceiros, nomeadamente entidades bancárias e credores obrigacionistas”.

Outra ideia para cativar a massa associativa é a aposta no streaming, através de parcerias com as principais plataformas de streaming (Netflix, Amazon Prime ou HBO) para disponibilizar conteúdos relacionados com o clube, por exemplo, “um documentário da história do Benfica ou “o acompanhamento de uma época desportiva”.

João Noronha Lopes formalizou no passado mês de julho a sua candidatura às eleições do Benfica que se realizam no final de outubro, assumindo-se como alternativa ao atual líder das “águias”, Luís Filipe Vieira.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Noronha Lopes quer limitar mandatos do presidente do Benfica

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião