Real Vida Seguros e Premivalor distinguem trabalhos académicos para sustentabilidade demográfica

  • ECO Seguros
  • 28 Outubro 2020

Uma iniciativa resultante de parceria técnico-científica, entre Real Vida Seguros e Premivalor Consulting, premiou trabalhos académicos abrangendo a temática da sustentabilidade demográfica.

O desafio tem o objetivo incentivar a criação de projetos inovadores no âmbito da sustentabilidade demográfica e diretamente relacionados com a atividade de seguros de vida, poupanças e fundos de pensões.

No termo do 1º Up Demographics – The Demographic Sustainability Challenge foram “distinguidos e premiados os melhores trabalhos académicos, desenvolvidos por alunos e professores de Universidades e Institutos a nível nacional, e com potencial de desenvolvimento e implementação,” anunciou a Real Vida Seguros.

A primeira edição do projeto teve cerimónia de encerramento no dia 22 de outubro e valorizou áreas como “Conceção e desenvolvimento de novas formas de incentivo à natalidade e apoio às famílias”; “Procura de soluções que permitam manter a autonomia dos cidadãos seniores”; “Aumento da eficiência e da eficácia das estruturas de suporte já existentes.”

Na primeira edição do concurso (2019-2020), “o prémio monetário atribuído ao projeto vencedor dos alunos de licenciatura e mestrado foi de 5.000 euros e de 2.500 euros para o professor orientador”, revelou a seguradora num comunicado.

A orgânica e a temática deste projeto “são de elevada importância. Por um lado, impele os estudantes universitários a pensarem projetos que tenham impacto real na sociedade atual. Por outro lado, alerta a próxima geração para a problemática da baixa taxa de natalidade e para o facto de estudos apontarem que Portugal em 2050 será o país mais envelhecido da Europa” explica a Real Vida Seguros.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Real Vida Seguros e Premivalor distinguem trabalhos académicos para sustentabilidade demográfica

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião