Privados da saúde desmentem Governo sobre doentes Covid-19

O presidente da associação dos grupos privados de saúde desmente o presidente do Administração Regional de Saúde de Lisboa sobre os doentes Covid no acesso aos hospitais privados.

A Administração Regional de Saúde (ARS) de Lisboa e Vale do Tejo, tutelada pelo Ministério de Marta Temido, acusou os grupos privados de saúde de recusarem receber doentes Covid-19. O presidente da Associação Portuguesa de Hospitalização Privada, Óscar Gaspar, diz que a afirmação de Luís Pisco é “falsa“. “A ARS de Lisboa e Vale do Tejo ficou de apresentar um plano do que pretendia e em que termos poderia ser a relação com os hospitais privados”, afirmou o gestor ao ECO.

O presidente da ARS de Lisboa e Vale do Tejo afirmou ao jornal Público que na sequência de uma reunião que manteve esta quarta-feira com os principais grupos privados e a associação, constatou que não há disponibilidade para receber doentes com Covid-19. O objetivo da reunião “era saber que capacidade instalada é que existia que pudessem ceder, se fosse necessário. Foi uma sondagem, uma conversa com o dr. Óscar Gaspar [presidente da Associação Portuguesa de Hospitalização Privada] e representantes dos principais grupos privados de Lisboa, porque é nossa obrigação ter as coisas preparadas”, sublinhou Luís Pisco, citado pelo Público.

Confrontado pelo ECO, Óscar Gaspar confirmar a reunião, mas desmente o presidente da ARS de Lisboa e Vale do Tejo, Luís Pisco. Sem se alongar em comentários, afirma aguardar pelo plano que a entidade do Ministério da Saúde ficou de apresentar para avaliar que colaboração poderá haver.

Uma fonte de um dos maiores grupos privados de Saúde tinha afirmado ao ECO, já esta quarta-feira, que o setor tinha sido surpreendido, esta semana, com um pedido de informação sobre as camas e os ventiladores disponíveis. “Desde que, em abril, o Governo denunciou o acordo, não houve mais contactos”.

O ECO também confirmou que o Governo não respondeu nos últimos meses a pedidos de reunião de gestores dos grupos privados, primeiro com a secretária de Estado cessante, Jamila Madeira, e agora com o novo secretário de Estado da Saúde. Outra fonte confirmou que só agora, com a situação de pressão nos hospitais do Serviço Nacional de Saúde, é que o Governo voltou a tomar a iniciativa de abordar os grupos privados.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Privados da saúde desmentem Governo sobre doentes Covid-19

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião