Médis lança podcast “Faz bem à saúde” em plataformas de streaming

  • ECO Seguros
  • 2 Dezembro 2020

Em cada episódio do podcast mensal é abordado um tema relevante com linguagem simples e acessível, por um especialista de referência no panorama nacional de saúde.

A Médis, marca do grupo Ageas Portugal apostada no crescimento como especialista de saúde, lançou o podcast “Faz bem à saúde”, uma iniciativa que pretende “explorar e esclarecer todas as dúvidas” sobre os temas mais relevantes na área da saúde.

No primeiro episódio, são abordadas questões relacionadas com o rastreio e a deteção precoce do cancro e conta com a participação da Dra. Fátima Cardoso, diretora da Unidade de Mama do Centro Clínico Champalimaud.

Filipa Campos Alves, Diretora de Marketing da Médis comenta que “A informação é o primeiro passo para a prevenção, e, por isso mesmo, é necessário procurar novas ferramentas de comunicação que permitam massificar esta mensagem e levar estes conteúdos ao maior número de pessoas possível, sejam ou não clientes Médis. Com este podcast pretendemos explorar os temas de saúde relevantes para a marca e sociedade, numa lógica de alinhamento com o trabalho que temos vindo a desenvolver noutras plataformas, reforçando assim o nosso posicionamento de Serviço Pessoal de Saúde®.

A hipertensão em Portugal, o diagnóstico precoce do cancro e o estigma da saúde mental são alguns dos temas abordados por especialistas de referência no panorama nacional nos episódios conduzidos por Patrícia Figueiredo, que terão uma frequência mensal e a duração aproximada de 20 minutos.

O podcast “Faz bem à saúde” está disponível em Médis.pt e nas principais plataformas de streaming nomeadamente Spotify, Itunes, SoundCloud, e disponível também na Castbox, PlayerFM e Google Podcasts.

 

 

 

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Médis lança podcast “Faz bem à saúde” em plataformas de streaming

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião