Ursula von der Leyen quer que anos 20 sejam a “década digital da Europa”

A presidente da Comissão Europeia destacou as mudanças que serão aplicadas nas regras do mercado digital, para ultrapassar obstáculos e burocracias ao passar as fronteiras.

A presidente da Comissão Europeia quer que os próximos anos 20 possam ser a “década digital da Europa”. Para tal, Ursula von der Leyen sinaliza que é necessário ultrapassar as barreiras burocráticas e complexidade regulatória que as empresas enfrentam quando tentam crescer para outros países, na sua intervenção no Web Summit.

De forma a impulsionar a tecnologia na Europa, Ursula von der Leyen destaca o investimento público, apontando que 20% do Plano de Recuperação e Resiliência, desenhado para fazer face à pandemia, vai financiar o investimento digital, sendo que os Estados-membros têm de focar uma fatia dos fundos na transição digital.

Para além disso, a presidente da Comissão Europeia sublinha também as mudanças que estão a ser feitas na regulação, nomeadamente ao reescrever o livro de regras para o mercado digital. Um dos aspetos desta nova base é que os valores que são valorizados no mundo offline sejam respeitados online, bem como colocando mais responsabilidade nas empresas.

Ursula von der Leyen aponta também que, hoje em dia, “os países europeus estão a reagir às novas tendências no mundo digital com leis nacionais”, o que faz crescer a fragmentação. Para evitar isto, está a ser criado um novo conjunto de regras base, que será aplicado de Lisboa a Lapónia. “Quero que empresas saibam que, pela União Europeia, haverá um conjunto de regras digitais centrais”, sublinha, reiterando que, “quando uma startup portuguesa passar das fronteiras, não deve ter de adaptar-se a novo conjunto de procedimentos”.

A presidente da Comissão aponta ainda que acredita numa “economia em que todos jogamos pelas mesmas regras e temos oportunidades justas”. Na calha nesta revisão das leis estão também limites às grandes plataformas. Por exemplo, “não deviam discriminar em favor dos próprios serviços e utilizadores devem estar em controlo dos dados”, sinaliza.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ursula von der Leyen quer que anos 20 sejam a “década digital da Europa”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião