Portugal e Espanha devem unir esforços no hidrogénio e “quanto antes melhor”

A união entre os dois países da Península Ibérica prende-se com uma questão de ganhar escala, dizem os oradores do segundo painel da conferência "Portugal na Vanguarda do Hidrogénio Verde na Europa".

Dedicado ao tema “Como lançar a economia do hidrogénio?”, no segundo painel da conferência “Portugal na Vanguarda do Hidrogénio Verde na Europa”, organizada pelo ECO e pelo Capital Verde, participaram João Marques Mendes, sócio da PLMJ, António M. Bento, da University of Southern California, Pedro Furtado, Diretor de Regulação e Estatística da REN e Francisco de la Flor García, Diretor International Organizations da espanhola Enagás. Todos concordam num ponto-chave: Portugal e Espanha devem unir esforços para ganhar escala na produção de hidrogénio verde e “quanto antes melhor”.

Veja aqui o vídeo:

Assista às apresentações dos oradores e ao debate.

A conferência “Portugal na Vanguarda do Hidrogénio Verde na Europa” é organizada pelo ECO/Capital Verde e conta com o apoio da EDP, REN, Martifer, Vestas, Galp e PLMJ.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal e Espanha devem unir esforços no hidrogénio e “quanto antes melhor”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião