Supervisão de seguros: Impacto da pandemia mantém-se no topo da agenda da IAIS

  • António Ferreira
  • 14 Dezembro 2020

Conferência anual da associação mundial de supervisores de seguros, em Basileia, refletiu sobre a resposta do sistema à crise da pandemia e definiu objetivos para a frente.

A avaliação das vulnerabilidades resultantes do impacto da pandemia (Covid-19) é parte das prioridades na ação futura das entidades de supervisão de seguros, aponta a IAIS, associação internacional que agrega organismos de supervisão em cerca de 200 jurisdições em todo mundo.

A orientação da International Association of Insurance Supervisors (IAIS) foi divulgada após encerramento da 27ª Conferência da entidade, por sua vez precedida de várias semanas de trabalhos da assembleia geral anual dos membros afiliados.

A agenda do comité executivo liderado por Victoria Saporta define quatro pontos que a IAIS considera prioritários para os próximos anos e que serão publicados no “Roteiro” da organização, em janeiro de 2021:

  • Avaliação dos riscos e manutenção da estabilidade financeira do setor, incluindo a monitorização de potenciais vulnerabilidades decorrentes do impacto da Covid-19;
  • Realização de reformas chave pós-crise, incluindo um maior aperfeiçoamento das normas padrão ICS (Insurance Capital Standards) durante o atual período de monitorização de cinco anos e implementação consistente da abordagem holística (Holistic Framework) concebida para avaliar e mitigar riscos sistémicos no setor dos seguros;
  • Abordar os riscos e oportunidades das principais tendências, especialmente as que foram aceleradas com a crise da Covid-19, como a inovação tecnológica, risco cibernético, risco climático e a inclusão financeira com vista a colmatar a lacuna de protection gap. Neste ponto cabem ainda os temas diversidade e inclusão e ajuda aos mercados emergentes, bem como o processo de transformação em curso nos mercados emergentes e países em desenvolvimento de orientar a supervisão para um modelo baseado no risco;
  • Apoio e avaliação da implementação, reforçando especificamente o extenso programa de apoio para ajudar os supervisores de seguros a compreender e implementar as nossas normas.

“Apesar do impacto do Covid-19, a IAIS cumpriu as suas metas principais em 2020 e está bem posicionada para concretizar o plano para o futuro”, afirmou Vicky Saporta, presidente do Comité Executivo da IAIS.

“O trabalho futuro vai centrar-se na avaliação contínua das vulnerabilidades potenciais decorrentes da Covid-19, finalizar e implementar as reformas chave”, e apoiar os membros da associação na resposta às tendências de aceleração, “como alterações climáticas e a transformação digital“, complementou Saporta.

Nas semanas de reuniões antecedendo o evento com mais de 700 participantes em modo virtual, além de definir os objetivos que prosseguirá a partir de 2021, a IAIS “finalizou numerosos projetos, discutiu o impacto do Covid-19 no sector global dos seguros, bem como os respostas da supervisão” associadas à crise da pandemia, refere o comunicado da entidade sediada em Basileia, Suíça.

A reunião anual dos membros da IAIS decorreu sem a pompa de outras edições devido às restrições sociais da Covid-19. Mas, entre vários webinars, cumpriu o plano de trabalhos. Victoria (Vicky) Saporta – também a responsável pela área de regulação prudencial no Banco de Inglaterra – foi reeleita como presidente do Comité Executivo da IAIS, por mais dois anos, e Jonathan Dixon foi reconduzido para um segundo mandato de três anos, como secretário-geral.

Aprovado o relatório anual da entidade e feita análise da informação que compõe o importante GME (Global Monitoring Exercise), novo modelo de avaliação holística do setor – que inclui monitorização do impacto Covid-19 nos seguros -, a assembleia geral confirmou e saudou adesão, concretizada este ano, dos organismos de supervisão de Angola, Canadá, Índia, Ucrânia e Zimbabué.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Supervisão de seguros: Impacto da pandemia mantém-se no topo da agenda da IAIS

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião