Programa Apoiar reforçado para 900 milhões de euros

  • ECO
  • 18 Dezembro 2020

Programa Apoiar terá um total de 900 milhões de euros. Foram já aprovadas 38.159 candidaturas só na primeira fase.

O Governo vai reforçar o valor do programa Apoiar em mais 150 milhões de euros, para um total de 900 milhões, revelou o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, em entrevista ao Jornal Económico. Segundo o governante, o aumento vem responder à extensão dos apoios a fundo perdido, anunciada a 10 de dezembro.

O Programa Apoiar foi anunciado há três semanas no âmbito da pandemia e já aprovou 356 milhões de euros em apoios às empresas, dos quais 97,7 milhões de euros (27%) já foram pagos, indicou Siza Vieira na entrevista. No total, foram já aprovadas 38.159 candidaturas só nesta primeira fase. “Os apoios do programa Apoiar já estão a chegar à economia e vão continuar até janeiro, fevereiro”, afirmou o ministro.

Relativamente aos apoios a fundo perdido às rendas comerciais, o ministro avançou que os regulamentos deverão ser publicados ainda em 2020. Além do mais, Siza Vieira adiantou que o executivo poderá adotar novas soluções após o fim das moratórias, nomeadamente, poderá “passar por converter parte das dívidas das empresas em capital”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Programa Apoiar reforçado para 900 milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião