Nova estirpe detetada no Reino Unido não vai comprometer vacina, garante Francisco Ramos

  • ECO
  • 21 Dezembro 2020

A nova estirpe da Sars.Cov-2 que foi identificada no Reino Unido não comprometerá a vacina contra a Covid-19, assegurou o responsável pelo plano de vacinação em Portugal.

A nova estirpe da Sars-Cov-2, o novo coronavírus, que foi identificada no Reino Unido não comprometerá a vacina. A garantia foi dada pelo coordenador do plano nacional de vacinação contra a Covid-19, Francisco Ramos, em declarações à rádio TSF (acesso livre). Revelou ainda que os profissionais de saúde dos hospitais já começaram a ter formação para administrar a vacina da Pfizer/BioNTech.

“Se a vacina tem mecanismos de acionar as nossas reações e a proteção do nosso corpo aos efeitos do vírus, aquilo que é provável é que o facto de haver uma nova variante não seja um fator impeditivo para que essas defesas sejam ativadas”, disse Francisco Ramos à TSF. Em causa está descoberta no Reino Unido de uma nova variante do SARS-CoV-2, que é mais facilmente transmissível, embora não haja provas de que seja mais letal ou que possa ter impacto na eficácia das vacinas desenvolvidas. Em Portugal, não se confirma a circulação desta nova variante do vírus.

O coordenador da task force revelou ainda que os profissionais de saúde dos hospitais que vão administrar as primeiras doses da vacina que está a ser desenvolvida pela farmacêutica norte-americana Pfizer em conjunto com a alemã BioNTech– que poderá ser aprovada esta segunda-feira pelo regulador europeucomeçaram a receber formação este sábado. A formação para profissionais dos centros de saúde ainda não arrancou, mas espera-se que seja alargada a estes profissionais “na próxima semana”.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Nova estirpe detetada no Reino Unido não vai comprometer vacina, garante Francisco Ramos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião