IBM e Intel pesam sobre Wall Street com investidores preocupados com pandemia

Os mercados norte-americanos fecharam a última sessão da semana abaixo da linha de água. A IBM e a Intel retiraram ânimo a Wall Street.

Wall Street terminou a última sessão da semana em “terreno negativo”. Os mercados norte-americanos desvalorizaram, com os investidores preocupados face ao agravamento da pandemia. A IBM e a Intel pressionaram as bolsas, depois de terem apresentado resultados pouco animadores relativos aos últimos três meses de 2020.

O índice de referência em Wall Street, o S&P 500, caiu 0,3% para 3.841,47 pontos. Na sessão desta sexta-feira, também o industrial Dow Jones ficou no vermelho. Perdeu 0,57% para 30.996,98 pontos. A contrariar, o tecnológico Nasdaq conseguiu fechar a sessão ligeiramente acima da linha de água. Valorizou 0,09% para 13.543,06 pontos.

A tomada de posse de Joe Biden, na quarta-feira, enquanto presidente dos Estados Unidos “injetou” ânimo nos mercados ao longo desta semana, com os investidores de olho no novo pacote de estímulos proposto pelo democrata, mas os resultados trimestrais e a preocupação em relação à pandemia vieram retirar alento às negociações.

Esta sexta-feira, os títulos da IBM caíram 9,91% para 118,61 dólares, depois de a empresa ter apresentado resultados piores do que o esperado quanto ao último trimestre de 2020, justificados por um decréscimo nas vendas. Segundo a Reuters, esta cotada foi a que mais pressionou o Dow Jones, nesta sessão.

Destaque também para as ações da Intel, que deslizaram 9,29% para 56,66 dólares. Isto depois do CEO desta empresa ter mostrado que não está muito interessado na terceirização do negócio, o que está a preocupar os investidores.

A sessão desta sexta-feira foi, ainda assim, sinónimo de ganhos para algumas cotadas do setor tecnológico. Foi o caso da Microsoft, cujos títulos subiram 0,44% para 225,95 dólares, da Apple, cujas ações somaram 1,61% para 139,07 dólares, e do Facebook, cujos títulos avançaram 0,6% para 274,50 dólares. Estes ganhos puxaram pelo Nasdaq, dando-lhe a referida valorização.

Já as cotadas do setor da energia, das finanças e da indústria estiveram entre as que mais perderam, depois de terem estado entre as que mais ganharam desde as eleições presidenciais norte-americanas de novembro de 2020.

Os investidores estiveram de olhos postos, esta sexta-feira, também na votação do Senado dos EUA da nomeação de Janet Yellen para secretária do Tesouro. A ex-presidente da Reserva Federal recebeu “luz verde”, mas tal não foi suficiente para animar os mercados e evitar perdas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

IBM e Intel pesam sobre Wall Street com investidores preocupados com pandemia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião