Lisboa recupera ao fim de três sessões. Energia trava maiores ganhos

A bolsa nacional abriu a semana no verde, depois de três sessões no vermelho. A impedir um ganho mais acentuado do índice está, contudo, o setor da energia.

A bolsa nacional abriu no verde, recuperando da tendência de perdas observada nas últimas sessões da semana passada. A maioria das cotadas está a valorizar, mas alguns dos “pesos pesados” estão a cotar no vermelho, impedindo uma subida mais acentuada do índice. Lisboa acompanha, assim, a tendência positiva que se vive nas restantes praças europeias.

O PSI-20 sobe 0,08% para 5.044,40 pontos, com a Ramada a liderar as subidas ao valorizar 1,52% para 4,69 euros. Destaque ainda para as ações das papeleiras. A Navigator soma 0,71% para 2,544 euros, a Semana ganha 0,56% para 8,91 euros e a Altri cresce 0,38% para 5,26 euros.

No lado oposto, e a impedir ganhos mais expressivos do índice, está o setor energético. A EDP Renováveis abriu a cair, estando neste momento a subir 0,2%, enquanto a EDP recua 0,19% para 5,298 euros.

Contudo, a Galp Energia está a cair 0,39% para 8,766 euros, no dia em que o preço do barril de petróleo está a valorizar nos mercados internacionais. Nos “pesos pesados” da bolsa, destaque ainda para a Jerónimo Martins que recua 0,07% para 2,974 euros.

Lisboa acompanha, assim, a tendência de ganhos que se vive no resto da Europa, com o Stoxx-600 a valorizar 0,36% para 410,01 pontos. O cenário é de otimismo por todo o mundo, numa altura em que o plano de Joe Biden de estímulos à economia está cada vez mais perto de ser uma realidade.

“Os investidores veem uma política monetária de ‘torneira aberta’ e mais estímulos orçamentais”, diz o analista da Bannockburn Global Forex, citado pela Bloomberg. “Juntamente com o lançamento da vacina, isso vai gerar uma massa crítica de crescimento económico mais robusto à medida que o ano avança”, acrescenta.

(Notícia atualizada às 8h33 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Lisboa recupera ao fim de três sessões. Energia trava maiores ganhos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião