Portugal no pequeno grupo de países europeus ainda sem 5G

  • ECO
  • 26 Janeiro 2021

Só Chipre, Lituânia, Malta e Portugal ainda não tinham lançado serviços 5G, refere o relatório do European 5G Observatory, da Comissão Europeia.

Portugal é dos poucos países na União Europeia (UE) que ainda não tem oferta comercial de serviços 5G, conclui um relatório publicado a semana passada pela Comissão Europeia, citado pelo Público (acesso codicionado). Assim como Portugal estão outros pequenos países como Chipre, Lituânia e Malta.

Atualmente, o 5G já está disponível em 23 países da UE. “O 5G está a progredir bem na Europa e o processo acelerou significativamente no ano passado”, lê-se no relatório do European 5G Observatory, que refere ainda que, embora muitos Estados-membros tenham adiado os seus leilões de 5G devido à pandemia — como foi o caso de Portugal –, “a maioria dos países em que houve adiamentos” já completou esses leilões.

Contudo, existem ainda pequenos países que ainda não têm este serviço. “Só Chipre, Lituânia, Malta e Portugal ainda não tinham lançado serviços 5G”, refere o relatório, acrescentando que este ano estão previstos leilões de frequências utilizáveis para o 5G em vários Estados-membros, sendo que em muitos serão leiloados direitos de utilização de frequências na faixa dos 26 GigaHertz, algo que, em Portugal, só deverá acontecer em 2023.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal no pequeno grupo de países europeus ainda sem 5G

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião