ECS vende fundos de reestruturação de 1,5 mil milhões

  • ECO
  • 5 Fevereiro 2021

Fundos de reestruturação da ECS estão à venda e já há uma lista de investidores internacionais interessados. Produto da venda irá para vários bancos que detêm unidades nos fundos.

A ECS – Sociedade Gestora de Fundos de Capital de Risco foi colocada à venda no início do ano, numa operação que surge depois de a empresa de António de Sousa e Fernando Esmeraldo ter recebido manifestações de interesse por parte de fundos internacionais, avança o Jornal Económico (acesso pago).

O jornal adianta que as propostas que têm chegado às mãos da ECS abrangem vários perímetros, desde ofertas de compra globais que abrangem todos os fundos e outras ofertas parciais, envolvendo apenas alguns dos quatro fundos em atividade. O processo já atraiu o interesse de vários fundos internacionais, como a Bain Capital, Blackstone, Fortress, Cerberus e Arrow/Norfin.

Segundo o jornal, os três maiores fundos da ECS que estão à venda valem quase 1,5 mil milhões de euros. O produto da venda irá para os bancos detentores das unidades de participação destes fundos: Caixa Geral de Depósitos, BCP, Novo Banco, Santander Totta e a Oitante (ex-Banif).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

ECS vende fundos de reestruturação de 1,5 mil milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião