PSD quer adiar eleições autárquicas por 60 dias

Com o adiamento sugerido por Rui Rio, as eleições autárquicas seriam marcadas entre 22 de novembro e 14 de dezembro.

O PSD quer adiar as eleições autárquicas por 60 dias, anunciou esta sexta-feira Rui Rio em conferência de imprensa. Segundo o líder dos social-democratas será entregue no Parlamento um projeto de lei ainda esta sexta-feira a propor o adiamento. Assim, as eleições seriam marcadas entre 22 de novembro e 14 de dezembro.

Segundo a lei, as eleições autárquicas de 2021 devem ser marcadas entre 22 de setembro e 14 de outubro. No entanto, na perspetiva de Rui Rio, mesmo que “tudo corra bem”, o que o responsável duvida, e 70% da população esteja vacinadas a 31 de agosto, como referiu o almirante Gouveia e Melo, o período de campanha eleitoral será demasiado curto.

Estou muito cético que se consiga sete milhões de pessoas vacinadas em 31 de agosto com as duas doses. Mas vamos admitir que isso se consegue, se o Governo marcar as eleições para 20 e tal de setembro significa que se poderá fazer campanha eleitoral durante cerca de 20 dias. Parece-me manifestamente curto que se tenha apenas 20 dias para se fazer uma campanha eleitoral“, afirmou Rui Rio.

O social-democrata explicou que “as eleições autárquicas são muito diferentes das presidenciais”. Enquanto nas presidenciais “todos os candidatos tinham as televisões atrás deles, até o Tino de Rans” o mesmo não acontece nas eleições autárquicas. “Pergunto como é que numas eleições autárquicas se consegue fazer campanha sem poder contactar as pessoas“, questionou, dando o exemplo da sua experiência quando concorreu à Câmara Municipal do Porto. Para Rio o não adiamento “serve quem está no poder (…) quem está na oposição não tem forma de passar a sua mensagem”.

Por isso considera que o projeto de lei que dará entrada na Assembleia da República esta sexta-feira é uma proposta “sensata e feita com a devida antecedência”. Rio defendeu a necessidade de “planear as coisas a tempo e horas para não se decidir tudo em cima da hora” e para evitar repetir o erro cometido nas eleições presidenciais, quando a discussão de um eventual adiamento surgiu num momento e que já não era possível fazê-lo.

Rui Rio deu ainda o exemplo da dificuldade na elaboração das listas para justificar a necessidade de adiamento das eleições. “Há candidatos autárquicos têm dificuldades neste momento em constituir as listas para as freguesias por dificuldades de contactos com as pessoas”, exemplificou

Quando questionado se 60 dias são suficientes, o líder do PSD referiu que “se a 31 de agosto não tivermos os 70% [de pessoas vacinadas], este adiamento pode ainda ser curto”. No entanto, também considera “excessivo” adiar para 2022. “Conseguimos fazer em 2021. É um equilíbrio possível.”

(Notícia atualizada às 12h35)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

PSD quer adiar eleições autárquicas por 60 dias

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião