Pós-Brexit e pós-pandemia: Corretores e mediadores britânicos lançam Manifesto

  • ECO Seguros
  • 14 Fevereiro 2021

Associação britânica de corretores e mediadores de seguros definiu 7 fatores de resiliência. O objetivo é ajudar profissionais do setor e consumidores de seguros a saírem mais fortes da crise.

 

A BIBA (British Insurance Brokers´ Association), organização profissional que integra os corretores e mediadores britânicos, elaborou um guia com sete tópicos que constituem a prioridades do setor para 2021.

No documento, intitulado Manifesto 2021, a organização centra-se no tema da resiliência – dos corretores e dos seus clientes – e detalha as áreas que considera mais importantes para que corretores e mediadores saiam mais fortes do Brexit (processo de saída do Reino Unido da União Europeia) num contexto em que mercado britânico precisa de orientação para se adaptar a um novo normal, pós-pandemia.

O guia elaborado pela Associação Britânica de Corretores de Seguros foi apresentado num webinar e amplamente difundido nas redes sociais. Baseia-se no compromisso do BIBA com os membros e reflete sobre as questões vitais para os corretores de seguros e os seus clientes, destacando a importância do corretor de seguros, em particular nos períodos marcados por conjunturas mais difíceis.

“Os últimos 12 meses foram dos mais desafiantes que a maioria de nós alguma vez enfrentou. Os seguros têm sido notícia, com as viagens a serem restringidas e os negócios forçados a encerrar. O seguro mais adequado é fundamental para ajudar a construir a resiliência, sendo o tema mais indicado para o Manifesto 2021 da BIBA“, afirma Steve White, líder executivo da associação, citado num comunicado.

Os corretores de seguros ajudam as empresas a obter as coberturas de que necessitam e na medida mais adequada às suas necessidades, postula a associação setorial que elege a resiliência como mote para 2021. O Manifesto, um documento anual que normalmente sumariza os assuntos que os profissionais britânicos do setor elegem como os mais importantes para o ano atividade, destaca também a procura crescente de “proteção contra ataques informáticos e refere a prevalência do subseguro”.

Citado no comunicado que divulga a folha de bordo da organização para o ano que começa, Steve White referiu ainda: “Embora grande parte da agenda seja sobre ajudar os seus clientes, também faremos campanha sobre regulamentação e tributação, questões que estão a ter um impacto direto na própria resiliência dos corretores”.

Os sete capítulos apresentados no documento abordam tópicos e prioridades que serão o foco da BIBA em 2021 e que se resumem nos seguintes:

  • Os corretores e mediadores de seguros contribuem para resiliência através seguro adequados: nomeadamente nos seguros contra inundações e seguros cibernéticos;
  • Resiliência à Covid-19: Procura de uma solução de Resseguro Pandémico; desafios contínuos resultantes da pandemia; clareza sobre extensão das coberturas e transparência nas coberturas.
  • Imposto sobre Prémios de Seguro: Congelamento ou redução da tributação; gestão e soluções injustas com origem na Supervisão (FCA); telemática e segurança rodoviária;
  • Superação dos desafios apresentados pela evolução do mercado, nomeadamente os que já vinham do período pré pandemia;
  • Mobilidade e seguros: Futuro do seguro automóvel, Carta Verde, e-scooters, telemática e sinistralidade;
  • Regulamentação e concorrência: Preços, concorrência leal, taxas de supervisão, revisão do quadro regulatório; implicações do Brexit;
  • Compromisso da BIBA com o tópico da resiliência dos operadores da intermediação e os consumidores de seguros, incluindo bem-estar mental e carreira profissional.

A Covid-19 abalou o mundo e o setor dos seguros no Reino Unido e a BIBA “irá trabalhar em soluções para evitar a futura falta de proteção contra riscos pandémicos”, disponibiliza-se a entidade reafirmando que “quer ajudar a construir resiliência”.

Pode aceder por aqui à brochura do Manifesto 2021, na íntegra, em formato digital e em língua inglesa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Pós-Brexit e pós-pandemia: Corretores e mediadores britânicos lançam Manifesto

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião