A tendência dos “social elixirs” já chegou a Portugal

A Phunk é a marca de hard seltzers produzida e comercializada em Portugal e que procura conquistar as novas gerações, como os millenials e os Z´s. Já se falam numa revolução no setor das bebidas.

Os relatórios de tendências falam numa revolução no setor das bebidas e entre as novidades para 2021 estão os chamados “social exilirs”. Bebidas com álcool mas funcionais, com menos açúcar, sem glúten, com sabores premium e que crescem em tempos de confinamento e em particular junto das novas gerações.

Ao nosso país acaba de chegar ao mercado a Phunk, a marca de hard seltzers produzida e comercializada em Portugal, para responder às necessidades de todos aqueles que procuram uma alternativa mais funcional, leve e com menos calorias do que as bebidas alcoólicas tradicionais, sem perder personalidade no sabor.

Uma tendência que se tem vindo a acentuar particularmente entre os millenials e a geração Z, que procuram não comprometer o equilíbrio com opções calóricas e/ou com altas percentagens de açúcar, como é o caso da cerveja, bebidas com elevada quantidade de álcool na sua composição, como o vinho, ou ainda bebidas de difícil confeção, como acontece com o gin.

A marca surge assim como uma bebida alcoólica funcional, prática e amiga do ambiente, com uma embalagem totalmente sustentável, feita em cartão e enlatada em metal 100% reciclável.

Composta maioritariamente por água, é uma bebida gaseificada com sabor a frutas, com um teor de álcool reduzido (4,5%), sem glúten e sem açúcares adicionados, o que lhe confere apenas 26 calorias por 100ml. Disponível em quatro sabores diferentes, dois mais doces – manga e cereja – e dois mais neutros – lima e gengibre, e mirtilo -, a nova água com álcool promete agitar o setor nacional de bebidas e conquistar uma nova geração de consumidores.

Duarte Froes, a cara por detrás do projeto, teve o seu primeiro contacto com as hard seltzers nos Estados Unidos, em 2018, quando estudou em Cornell e ingressou como advogado em Nova Iorque, tendo regressado a Portugal, em 2020, para criar a primeira marca de água com álcool do país. “Como eu há muita gente que não gosta ou que procura alternativas menos prejudiciais em relação à cerveja, vinho ou sidra, mas que ainda assim querem divertir-se com os amigos num momento de convívio. O facto de a Phunk ser fácil de beber, ter vários sabores de frutas, ser bastante leve e ter poucos hidratos de carbono, zero açúcares adicionados e zero glúten, conquistou-me a mim e a todos os que procuram uma nova geração de bebidas alcoólicas que sejam menos pesadas e tenham menor concentração de calorias e teor alcoólico”, afirma o fundador da Phunk.

Disponível online com entregas em todo o país, e em expansão no canal Horeca, a marca pretende, num primeiro momento, criar a categoria e crescer organicamente no mercado português, como líder das hard seltzers, para depois dar o passo da internacionalização para outros mercados europeus.

“É evidente que a pandemia é uma altura mais complexa para lançar uma marca, no entanto, apresentar um produto totalmente novo em Portugal, num período diferente, pode ser a altura certa para promover novos momentos de consumo, adaptados à realidade do novo normal. A verdade é que as hard seltzer foram as grandes vencedoras da pandemia nos Estados Unidos da América, pelo facto de serem fáceis de beber e pelo aumento da procura por parte dos consumidores de produtos health & wellness”, acrescenta Duarte Froes

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

A tendência dos “social elixirs” já chegou a Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião