Prejuízos da Cellnex agravam-se para 133 milhões de euros em 2020

  • Lusa
  • 26 Fevereiro 2021

O resultado líquido da Cellnex foi negativo em 133 milhões de euros devido ao "efeito de elevadas amortizações e dos custos financeiros.

Os prejuízos da Cellnex agravaram-se para 133 milhões de euros em 2020, contra nove milhões um ano antes, devido a “elevadas amortizações” e custos financeiros associados a aquisições, anunciou esta sexta-feira o operador de infraestruturas de telecomunicações.

Em 2020, o resultado líquido foi negativo em 133 milhões de euros devido ao “efeito de elevadas amortizações – praticamente o dobro de 2019 – (+94%) e dos custos financeiros (+83%) associada com o intenso processo de aquisições e consequente expansão geográfica”, refere a empresa, que está presente em Portugal, em comunicado.

No período em análise, as receitas atingiram os 1.608 milhões de euros, um aumento de 55% face a 2019.

O resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) ascendeu a 1.182 milhões de euros, o que representa um aumento de 72% face ao ano anterior.

“Um ano excecional na história da Cellnex num momento igualmente excecional da nossa história”, afirmou o presidente executivo da Cellnex, Tobias Martinez, citado em comunicado.

“Novas operações de crescimento na Áustria, Dinamarca, França, Irlanda, Itália, Holanda, Polónia, Portugal, Suécia e Reino Unido consolidaram e expandiram” a presença europeia da Cellnex, acrescentou, referindo que o grupo tinha compromissos de investimentos de 16 mil milhões de euros em 2020 e mais nove mil milhões de euros anunciados já no início deste ano.

A Cellnex anunciou ainda um acordo com Cyfrowy Polsat para comprar 99,99% da sua filial de infraestruturas de telecomunicações Polkomtel Infrastruktura, que conta com 7.000 torres na Polónia, por 1.600 milhões de euros e um compromisso de investimentos de outros 600 milhões em 10 anos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Prejuízos da Cellnex agravam-se para 133 milhões de euros em 2020

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião