Justine Shaw nomeada CEO do CPP Group para Espanha e Portugal

  • ECO Seguros
  • 14 Março 2021

A empresa posiciona-se em Portugal no setor de serviços financeiros e mediação de seguros, nomeadamente proteção e coberturas para cartões bancários, viagens e equipamento digital.

O CPP Group, empresa de direito britânico com oferta em soluções de proteção e assistência, nomeou Justine Shaw para as funções de Chief Executive Officer (CEO) em Espanha e Portugal (CPP Group Iberia), noticiaram meios da imprensa espanhola.

Justine, que até agora exercia as funções de administradora delegada, integrando o conselho de administração para a região ibérica, vai acumular a função de CEO com a de responsável internacional pela área People and Culture.

Para o CPP Group, a nomeação representa compromisso claro com o desenvolvimento dos negócios em Espanha e Portugal, considerados mercados estratégicos para a entidade sediada em Leeds, Inglaterra.

“Espanha é um mercado muito importante para a CPP e tem grande potencial para continuar a crescer”, assinalou Justine Shaw. De acordo com as mesmas fontes, Alfonso Gutiérrez continuará a chefiar o plano comercial e de marketing, enquanto o desenvolvimento da área customer experience e a gestão corrente do negócio cometem a Enrique Jiménez.

Ao longo dos últimos 25 anos criámos uma excelente reputação no mercado ibérico, através dos nossos produtos e do nosso serviço ao cliente, aspetos que continuaremos a consolidar no longo prazo em colaboração com os nossos parceiros”, complementou Shaw.

De acordo com informação disponível na página eletrónica da entidade matriz, o CPP Group tem parcerias, entre outras, com as seguradoras como a AXA, Allianz Partners, Chubb, Gallagher, Mapfre, Zurich e a turca Anadolu Sigorta. A oferta de soluções de seguro do grupo CPP estende-se à cibersegurança e ao seguro paramétrico, através da plataforma da Blink, uma insurtech irlandesa que é parte do CPP Group Plc.

De acordo com informação da empresa britânica, a atividade do grupo CPP estende-se a mais de 10 países, incluindo Europa, Ásia (incluindo Índia, China e Malásia), e América central (México), com operação assegurada por equipas de especialistas e uma plataforma tecnológica que lhe permite distribuir produtos a nível global.

Na primeira metade da 2020, a companhia faturou perto de 62 milhões de libras esterlinas (+3% face a igual período de 2019), sendo que mais de 70% do volume de negócios foi gerado na Índia, enquanto a unidade EU Hub, que integra a operação ibérica gerou 6,9 milhões de libras, em quebra de 17% face ao período homólogo de 2019. O semestre encerrou com resultado bruto (ebitda) de 2,4 milhões de libras, apontando subida de 11%, indica informação no site da companhia.

A página portuguesa da empresa refere que a operação em Portugal é desenvolvida através das empresas CPP Mediación y Protección S.L.U. Sucursal em Portugal e pela Card Protection Plan Ltd. Sucursal em Portugal. A primeira, de acordo com a CPP Portugal está registada em Espanha e presente em Portugal desde 2013, enquanto a Card Protection Plan, sucursal de uma homónima britânica, afirma estar registada desde 2005, através do então ISP.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Justine Shaw nomeada CEO do CPP Group para Espanha e Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião