Chubb faz oferta de 23,2 mil milhões de dólares pela Hartford

  • ECO Seguros
  • 21 Março 2021

A aquisição levaria a Chubb ao topo do ranking não Vida nos EUA, precedida apenas da State Farm. A transação seria a 2ª maior fusão da indústria seguradora num ano, logo a seguir ao projeto Aon-WTW.

A Chubb está disposta a pagar 23,2 mil milhões de dólares (cerca de 19,5 mil milhões de euros) pela compra do The Hartford Financial Services Group (The Hartford), propondo a combinação (fusão) das duas companhias com base numa transação envolvendo, na maior parte, numerário, complementado por intercâmbio de ações.

Segundo comunicado da Chubb Ltd, a contrapartida apresentada valoriza o grupo Hartford, uma instituição com mais de 200 anos de história, em 65 dólares por cada ação, oferta que representa um prémio de 26% face à cotação bolsista da visada na média de 20 dias contados até 10 de março. A oferente ainda não obteve resposta da visada e afirma que a proposta não significa a existência de qualquer acordo nem a garantia de que haverá entendimento, mas espera uma negociação que beneficie os acionistas das duas companhias.

Por seu lado, a Hartford confirmou ter recebido a oferta (não solicitada e não vinculativa), a qual será cuidadosamente avaliada pelo conselho de administração da companhia. Segundo analistas ouvidos pela Reuters, para ter alguma possibilidade de sucesso na investida, a Chubb poderá ter de subir o preço proposto.

A aquisição do Hartford Financial Services Group (13ª do ranking P&C nos EUA, segundo dados relativos a 2019), poderia catapultar a Chubb (8ª no mesmo ranking, por volume de prémios de seguro direto) para o 2º lugar entre as maiores do setor não Vida nos Estados Unidos, com a entidade resultante da fusão a representar um volume combinado a rondar os 50 mil milhões de dólares em volume de prémios no final de 2021, precedida apenas pela State Farm, 1ª no ranking Property & Casualty (P&C) por volume de prémios diretos nos EUA.

Em termos de capitalização bolsista, a Chubb é considerada a maior cotada norte-americana do ramo não Vida (71,7 mil milhões de dólares), dimensão que compara em cerca do triplo com os 24,2 mil milhões a que o mercado bolsista valoriza a Hartford (ao preço de fecho da equity em Nova Iorque, a 18 de março).

Recorde-se que a Chubb atual já é resultado de outra operação de fusão, realizada em dezembro de 2016, quando foi adquirida pela ACE Ltd, por 28,5 mil milhões de dólares, mantendo-se desde então como a marca prevalecente após a integração. Evan Greenberg, atual presidente executivo do grupo já era CEO da Chubb quando se deu a fusão da Ace Limited com a Chubb Corporation.

Um eventual acordo para uma fusão Chubb-Hartford constituiria a segunda maior operação na indústria de seguros no último ano, logo a seguir ao projeto de integração entre as corretoras Aon e WTW (uma transação proposta por 30 mil milhões de dólares).

Fundado em 1810, o grupo Hartford encerrou 2020 com 17,3 mil milhões de dólares de prémios de seguro. Com 41 mil milhões de dólares de prémios brutos faturados em 2020 e presença em 54 países, a Chubb tem raízes que remontam a 1882.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Chubb faz oferta de 23,2 mil milhões de dólares pela Hartford

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião