EDP Renováveis e Galp Energia caem mais de 3% e penalizam bolsa de Lisboa

A praça lisboeta seguiu as quedas sentidas na Europa, recuando mais de 1% nesta sessão. Energia pressionou PSI-20.

A bolsa nacional fechou a penúltima sessão da semana pintada de vermelho. A praça lisboeta seguiu a tendência negativa sentida nas congéneres europeias, registando até uma queda mais expressiva, de quase 2%. Quedas de 3% da EDP Renováveis e a Galp Energia pesaram no índice de referência nacional.

O PSI-20 caiu 1,67% para os 4.763,81 pontos. Entre as 18 cotadas do índice de referência nacional, a grande maioria fechou a sessão em “terreno” vermelho, apenas duas registaram ganhos e outras duas permaneceram inalteradas.

A liderar as perdas encontra-se a EDP Renováveis, que afundou 3,69% para os 16,72 euros. Já a petrolífera Galp Energia perdeu 3,57% para os 9,706 euros, penalizada por quedas no preço da matéria-prima. O barril de Brent recua mais de 3% em Londres, cotando a cerca de 62,09 dólares, enquanto o WTI negoceia a 58,51 dólares em Nova Iorque, um recuo de mais de 4%.

Galp Energia cai mais de 3%

A penalizar o índice de referência nacional encontra-se também o BCP, que perdeu 2,71% para os 0,1147 euros, e a construtora Mota Engil, que recuou 2,39% para os 1,386 euros. Nota ainda para a EDP, que caiu 1,12% para os 4,847 euros, e para a Navigator, que desvalorizou 1,11% para os 2,678 euros.

Por outro lado, em “terreno” verde apenas se encontra a Novabase e a Corticeira Amorim. Ambas registaram uma valorização de 1,39%, para os 3,66 euros e para os 10,22 euros, respetivamente.

Pelo Velho Continente, o dia também foi negativo, sendo que os investidores continuam a pesar na balança o risco dos novos confinamentos na Europa. O índice pan-europeu Stoxx 600 caiu 0,14%, enquanto o britânico FTSE 100 perdeu 0,57% e o espanhol Ibex-35 recuou 0,59%. Já o alemão DAX desvalorizou 0,06% e o francês CAC-40 desvalorizou 0,04%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP Renováveis e Galp Energia caem mais de 3% e penalizam bolsa de Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião