Pandemia está num “ponto crítico”, alerta Organização Mundial da Saúde

A Organização Mundial da Saúde alertou para o aumento de casos por Covid-19 nas últimas sete semanas, sublinhando que a pandemia "está a crescer exponencialmente".

A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou que a pandemia está “num ponto crítico”, sublinhando que na última semana foi registado o quarto maior número de casos acumulados desde o início da pandemia. Nesse sentido, apela a um “esforço concertado” de medidas de contenção.

“Entre janeiro e fevereiro, assistimos a um declínio do número de casos de Covid-19 a nível mundial”, começou por referir Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor da OMS, em conferência de imprensa esta segunda-feira. Não obstante, o responsável alertou que há “sete semanas consecutivas se regista um aumento dos casos” e há “quatro semanas um aumento de mortes”.

Nesse sentido, a OMS alerta que a pandemia está a a aumentar para um “ponto crítico”, sublinhando que a semana passada foi a quarta semana onde se registou o maior número de infeções pelo novo coronavírus em consequência do “grande aumento do número de casos” detetados em vários países da Ásia e do Médio Oriente.

Também Maria Van Kerkhove, líder técnica da OMS, realçou que “a trajetória da pandemia está a crescer exponencialmente”, destacando que na semana passada houve um aumento de 90% da transmissão de infeções.

Nesse sentido, os responsáveis lembram que a pandemia está “longe de terminar” mas que o declínio dos novos casos e mortes registados nos dois primeiros meses deste ano demonstram que “este vírus e as suas variantes podem ser interrompidas”, através “de uma vacinação equitativa” e com um “esforço concertado” de medidas de contenção entre os países, que incluem distanciamento físico, uso de máscaras, ventilação de espaços, testagem, rastreio, isolamento e higienização das mãos.

Por fim, o diretor geral de saúde apontou que a transmissão do vírus está a ser impulsionada pela “confusão, complacência e inconsistência nas medidas de saúde pública”, defendendo, por isso, uma abordagem “coerente” das medidas. “A escolha é nossa”, concluiu.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Pandemia está num “ponto crítico”, alerta Organização Mundial da Saúde

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião