BRANDS' ECOSEGUROS Digitalização, inovação e personalização em seguros

  • BRANDS' ECOSEGUROS
  • 28 Abril 2021

Digitalização e personalização são fatores diferenciadores para o sucesso no mercado segurador. Os clientes exigem produtos personalizados e as seguradoras devem conseguir responder a esse desafio.

Tecnologia: a aliada do setor segurador para a digitalização, inovação e personalização da oferta

O setor de seguros está ciente da revolução que vive. A pandemia acelerou a disrupção das seguradoras, empurrando-as para processos totalmente digitais, aumentando as suas capacidades inovadoras e está a mudar a forma como veem, oferecem e personalizam seguros até que seja contratado pelo cliente.

Com a Covid-19, têm sido várias as alterações no setor de seguros e o contexto digital em que operamos apresenta múltiplas oportunidades e desafios para estas empresas. De acordo com o webinar de Juan Mazzini, analista da Celent, focado nas ‘Principais prioridades em tecnologia para seguradoras em 2021’, e disponível para consulta aqui, um dos principais desafios das seguradoras será a sua capacidade de criar, configurar e lançar novos produtos com agilidade.

No contexto atual, é essencial para os clientes que a sua seguradora tenha a capacidade de oferecer produtos personalizados quase ao detalhe. Face a esta necessidade, na msg life desenvolvemos uma solução modular sofisticada, Unified Product Plaform ou Product Machine, que permite às seguradoras, de forma muito simples, personalizar e tarificar os seus produtos com a máxima precisão, tendo em conta a ampla gama habitual de coberturas e todas as variáveis ​​de preços disponíveis. Este software inovador facilita a execução de uma estratégia de preços personalizada, com produtos mais adaptados às necessidades dos seus clientes e a um preço mais justo para eles, garantindo a eficiência da seguradora e reduzindo riscos.

De acordo com a análise da Celent, embora ainda haja alguma incerteza em 2021, o foco do setor será continuar a trajetória de crescimento e retenção de clientes, otimizando os processos das seguradoras. Além disso, o contexto da pandemia ajudou as empresas a ter claro quais os custos de adiar ou atrasar os seus processos de transformação.

As seguradoras devem tornar-se aliadas da tecnologia

A democratização do acesso à informação e às novas tecnologias, o surgimento de novos riscos (como os ciberataques, por exemplo) e as solicitações cada vez mais exigentes dos consumidores colocam importantes desafios ao setor segurador para se manter competitivo. Para isso, o foco das seguradoras deve ser garantir a sua capacidade de resistir de forma resiliente a ciberataques, ter um ecossistema tecnológico capaz de responder com agilidade às demandas do mercado e oferecer uma ótima experiencia de cliente.

Na sua análise, a Celent clarifica que a combinação do uso de tecnologias como Inteligência Artificial, Big Data e Cloud, ajuda o setor a dar mais sentido aos dados, a trabalhar em modelos preventivos e de retenção de clientes, bem como a personalizar a oferta com a agilidade que as soluções em cloud permitem.

Atualmente, no setor de seguros é fundamental ter a capacidade de customizar, segmentar e tarificar os produtos com precisão, pois tudo isso beneficia tanto as empresas quanto os seus clientes. Por um lado, a capacidade de analisar e adaptar produtos ajuda a calcular preços de forma dinâmica e personalizada. Por outro lado, a personalização do produto gera confiança nos consumidores, que estão cada vez mais disponíveis para propostas comerciais inovadoras.

Ao responder às necessidades do cliente, adaptando os seus sistemas e processos ao mundo em constante mudança, a seguradora tem mais ferramentas e está muito mais preparada para enfrentar os desafios do mercado atual e futuro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Digitalização, inovação e personalização em seguros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião