BNP Paribas duplica resultados em seguros no 1º trimestre

  • ECO Seguros
  • 3 Maio 2021

Os produtos de poupança registaram “muito bom desempenho em França e a nível internacional”, com coleta líquida em 'unit linked' a crescer mais de 50%, assinala a instituição financeira.

O grupo BNP Paribas obteve, até final de março, 792 milhões de euros de receitas na atividade seguradora, mais 36,7% face a igual trimestre de 2020, período em que foi afetado por impacto significativo de “elemento contabilístico extraordinário” decorrente do declínio nos mercados, explicou a instituição financeira.

O resultado operacional cresceu perto de 119% alcançando 409 milhões de euros, ao que somou ganhos de entidades participadas (quota partes consolidadas pelo método de equivalência patrimonial) por um montante de 33 milhões. Em consequência, o negócio segurador do grupo BNP Paribas obteve 442 milhões de euros de lucro antes de impostos, uma subida a rondar 125% quando comparado com o resultado bruto dos primeiros três meses de 2020.

A atividade nos seguros continuou a linha de crescimento retomada no quarto trimestre de 2020, refere o grupo que, em Portugal, também desenvolve atividade através das marcas Cardiff (seguros) e Cetelem (crédito pessoal).

Os produtos de poupança registaram “muito bom desempenho em França e a nível internacional”, com entradas 30% acima do observado um ano antes, enquanto a coleta líquida em unit linked “cresceu mais de 50%”.

Em sintonia com o que verificou na atividade de gestão de ativos, a área de seguros mostrou desempenho assinalável nos produtos unit-linked (seguros ligados a fundos de investimento), cujo comportamento positivo é atribuído a “tendências de mercado e qualidade de gestão”, explica o grupo de serviços financeiros que tem a atividade de seguros e gestão de ativos integradas na mesma divisão (International Financial Services).

As linhas de proteção não Vida registaram “bom comportamento em França”, em particular com crescimento nas coberturas pessoais e propriedade e danos comercializadas pela BNP Paribas Cardiff.

Na operação internacional, a instituição refere que o impacto da crise pandémica foi, em parte, compensado pelo incremento das receitas na Ásia.

No final de março, o BNP Paribas geria 502 mil milhões de euros em ativos (incluindo 28 mil milhões de euros em investimentos de imobiliário), 402 mil milhões de euros em património e 268 mil milhões de euros em seguros.

Considerando o diversificado perímetro de consolidação, o grupo BNP Paribas encerrou o primeiro trimestre com lucros líquidos de quase 1,77 mil milhões de euros, em crescimento de 38% comparativamente ao alcançado em idêntico período de 2020, segundo anunciado em comunicado.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BNP Paribas duplica resultados em seguros no 1º trimestre

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião