Rio diz que situação em Odemira “envergonha” Portugal e questiona “o que fez o MAI”

  • Lusa
  • 5 Maio 2021

"Ficam mal os empresários que fazem aquilo, mas fica particularmente mal o poder público", disse Rui Rio, antes de destacar o papel das pastas da Administração Interna, Justiça e Trabalho.

O líder do PSD, Rui Rio, afirmou esta quarta-feira que Portugal “tem todas as razões para se envergonhar” da situação dos trabalhadores imigrantes de Odemira e questionou “o que fez o Ministério da Administração Interna”.

“Acho que Portugal todas as razões para se envergonhar de semelhante situação, não temos ali escravidão como era há 200 anos atrás, mas temos quase escravidão e a minha pergunta é: o que é que fez o Ministério da Administração Interna através, por exemplo, da GNR?”, questiona Rui Rio, num excerto transmitido no Telejornal da “Grande Entrevista”, que será divulgada na íntegra a partir das 22:00 na RTP3.

O líder do PSD manifestou ainda estranheza pelas notícias que referem que a Polícia Judiciária está a investigar “há mais de dois anos” denúncias de imigração ilegal e tráfico de pessoas.

“Eu pergunto: a investigar o quê? A pessoa vai a Odemira e ao fim de pouco tempo olha e vê as pessoas ali, tem as denúncias. Ficam mal os empresários que fazem aquilo, mas fica particularmente mal o poder público, seja através do Ministério da Administração Interna, seja do Ministério do Trabalho ou do Ministério da Justiça”, refere.

“Agora vão todos para lá a correr, aquilo é uma vergonha”, acrescenta.

Duas freguesias do concelho de Odemira (São Teotónio e Longueira/ Almograve) estão em cerca sanitária por causa da elevada incidência de covid-19 entre os imigrantes que trabalham na agricultura e que vivem em condições precárias.

Na quinta-feira, em conferência de imprensa após a reunião do Conselho de Ministros, o primeiro-ministro, António Costa, sublinhou que “alguma população vive em situações de insalubridade habitacional inadmissível, com hipersobrelotação das habitações”, relatando situações de “risco enorme para a saúde pública, para além de uma violação gritante dos direitos humanos”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Rio diz que situação em Odemira “envergonha” Portugal e questiona “o que fez o MAI”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião