Von der Leyen disponível para “avaliar” suspensão de patentes das vacinas contra a Covid-19 defendida pelos EUA

Presidente da Comissão Europeia avançou que a Europa já enviou mais de 200 milhões de doses das várias vacinas contra a Covid-19 para outros países, o mesmo montante que foi entregue a europeus.

A União Europeia está disponível para avaliar a suspensão temporária das patentes das vacinas contra a Covid-19. A possibilidade foi avançada esta quinta-feira pela presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, no Twitter depois de esta ter recebido na quarta-feira apoio dos Estados Unidos.

“A nossa prioridade é aumentar a produção para alcançar a vacinação global. Ao mesmo tempo, estamos abertos a discutir qualquer outra solução eficaz e pragmática. Nesse sentido, estamos prontos para avaliar como é que a proposta dos Estados Unidos pode ajudar a atingir esse objetivo“, afirmou von der Leyen.

A medida foi proposta primeiramente em outubro do ano passado pela Índia e a África do Sul à Organização Mundial do Comércio (OMC). Na altura, a ainda administração de Donald Trump opôs-se firmemente à renúncia na OMC, juntamente com o Reino Unido, a UE e a Suíça. A mudança para a administração de Joe Biden trouxe uma mudança de posição, para a qual a UE mostra agora abertura.

Von der Leyen pede, a curto prazo e enquanto se decidem a questão das patentes, “a todos os países produtores de vacinas que permitam a exportação imediatamente e evitem medidas que interrompam as cadeias de abastecimento”.

A presidente da Comissão Europeia avançou ainda que a Europa já enviou mais de 200 milhões de doses das várias vacinas contra a Covid-19 para outros países, o mesmo montante que foi entregue a europeus. “A UE está na vanguarda do fornecimento de vacinas eficazes ao resto do mundo: até agora, mais de 200 milhões de doses! Tantas quantas foram entregues aos europeus“, afirmou von der Leyen.

Atualmente, estão aprovadas para uso na União Europeia quatro vacinas diferentes, produzidas pela Pfizer/BioNTech, Moderna, AstraZeneca e Janssen. A Agência Europeia do Medicamento (EMA, na sigla em inglês) está em processo de revisão contínua da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac, da russa Sputnik, da alemã CureVac e da norte-americana Novavax.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Von der Leyen disponível para “avaliar” suspensão de patentes das vacinas contra a Covid-19 defendida pelos EUA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião