Que concelhos avançam, estagnam ou recuam no desconfinamento? Veja aqui

Dois concelhos recuaram, um estagnou e três avançaram no desconfinamento. As duas freguesias de Odemira que estavam em cerca sanitária estão agora em fases diferentes do desconfinamento.

Apenas três concelhos e uma freguesia de Odemira ficaram de fora da última fase do plano de desconfinamento do Governo – fase onde se encontra o resto do país. Dois concelhos recuaram, um estagnou e três avançaram no desconfinamento. As duas freguesias de Odemira que estavam em cerca sanitária estão agora em fases diferentes do desconfinamento.

Depois do Conselho de Ministros, que teve lugar na quinta-feira, a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, anunciou que Arganil e Lamego recuaram estando agora na terceira fase de desconfinamento. Segundo anunciado pela governante, Resende é o único concelho que estagnou – continua na segunda fase.

Outros três concelhos avançaram no desconfinamento e apanharam o resto do país: Cabeceiras de Basto, Carregal do Sal e Paredes. Também as duas freguesias de Odemira que estavam em cerca sanitária avançaram no desconfinamento, mas a “velocidades” diferentes: Longreira-Almograve atingiram a última fase de desconfinamento, mas São Teotónio ficou travado na segunda fase, onde há mais limitações.

Veja em que fase está cada concelho:

  • 1ª fase (15 de março): não está qualquer município
  • 2ª fase (5 de abril): Resende e a freguesia de São Teotónio (Odemira)
  • 3ª fase (19 de abril): Arganil e Lamego
  • O resto do território continental está todo na última fase de desconfinamento, onde mais atividades passarão a ser permitidas.

Adicionalmente, a ministra anunciou que 12 concelhos que, caso registem um desempenho negativo pela segunda vez consecutiva, terão de abrandar no desconfinamento. Especificamente, há sete concelhos que entram para a “situação de alerta” e cinco que se mantêm. Por outro lado, 14 concelhos deixam de estar nesta situação.

Os 12 concelhos em causa tiveram uma incidência superior a 120 casos por 100 mil habitantes, ou seja, encontram-se na zona laranja da matriz de risco, que guia o Governo neste desconfinamento.

Veja os concelhos em risco de recuar no desconfinamento:

  • Albufeira
  • Alvaiázere
  • Castelo de Paiva
  • Fafe
  • Golegã
  • Melgaço
  • Montalegre
  • Oliveira do Hospital
  • Torres Vedras
  • Vale de Cambra
  • Vila Nova de Poiares
  • Odemira

Na próxima quinta-feira, o Governo anunciará o que acontece com estes concelhos. A avaliação agora é semanal e assim será, pelo menos, até ao final do mês – que é quando todas as pessoas com mais de 60 anos já deverão estar vacinadas contra a doença.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Que concelhos avançam, estagnam ou recuam no desconfinamento? Veja aqui

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião