Governo ajusta critérios de risco para territórios de baixa densidade

  • ECO
  • 2 Junho 2021

Deverão ser anunciadas novas medidas sanitárias para entrarem em vigor a partir de meados de junho. Já matriz de risco do país continuará inalterada.

Os critérios de risco da pandemia para os concelhos de baixa densidade populacional deverão ser ajustados, nomeadamente no que diz respeito à média de novos casos por cem mil habitantes nos últimos catorze dias, avança o Público (acesso pago). Novas regras serão reveladas no Conselho de Ministros.

Nos concelhos com menos população, o critério da incidência oscila mais facilmente, pelo que deverá ser ajustado. Para além disso, o Executivo vai também avançar com novo plano de regras sanitárias para todo o país, que vigorarão a partir de 14 de junho, quando acabar o estado de calamidade. Plano vai basear-se naquele apresentado na reunião do Infarmed, com medidas simplificadas.

Já a matriz de risco da pandemia, que combina a incidência do vírus com o índice de transmissibilidade (Rt) deve permanecer inalterada. Quanto aos setores que ainda não desconfinaram, os bares e discotecas ainda não deverão reabrir neste verão, por ser a área “a mais complicada para abrir”, segundo adiantou fonte do Executivo à publicação.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Governo ajusta critérios de risco para territórios de baixa densidade

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião