Bennett pede reconciliação de Israel em sessão parlamentar marcada por tensão

  • Lusa
  • 13 Junho 2021

Bennett falava na sessão de abertura do Knesset (Parlamento), em que se espera que o chamado "Governo da mudança" seja ratificado, levando à saída de Benjamin Netanyahu do poder em Israel.

O ultranacionalista religioso Naftali Bennett, que poderá ser o próximo primeiro-ministro de Israel, pediu este domingo a reconciliação nacional, na sessão de ratificação do novo Governo no Parlamento, marcada por forte tensão.

“É o momento de passar a liderança da nação e o Estado à próxima geração”, afirmou Bennett, citado pela agência EFE, durante o discurso em que, apesar das diferenças entre ambos, agradeceu ao primeiro-ministro Benjamin Netanyahu os 12 anos que passou ao serviço de Israel.

Bennett falava na sessão de abertura do Knesset (Parlamento), em que se espera que o chamado “Governo da mudança” seja ratificado, enquanto parlamentares do Likud (partido que alia o centro-direita e a direita conservadora) de Netanyahu, partidos ultraortodoxos e o Partido Religioso Sionista o repreenderam e insultaram, tentando por mais de uma ocasião interromper o seu discurso.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bennett pede reconciliação de Israel em sessão parlamentar marcada por tensão

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião