Segurança Social transferiu 788 mil euros por engano para desempregado

  • ECO
  • 14 Junho 2021

Verba ficou bloqueada e não pode ser, por enquanto, devolvida à Segurança Social. Beneficiário teve de ir à PJ prestar declarações.

A Segurança Social enganou-se e transferiu 788 mil euros para a conta de um beneficiário de desemprego, avança o Correio da Manhã. O beneficiário em causa viu-se obrigado a contratar um advogado e a responder à Polícia Judiciária por um alegado crime de abuso de confiança e branqueamento de capitais.

O beneficiário alertou a Segurança Social e o BCP (banco de que é cliente) nos primeiros dias após o sucedido. Porém, teve de esperar várias semanas para que o processo se começasse a desenvolver. Segundo o jornal, o processo deverá estar relacionado com o alerta desencadeado no banco por suspeita de branqueamento de capitais, um alerta comum quando se movimenta valores muito elevados.

Com o desenrolar da investigação, a verba ficou bloqueada e não pode ser, por enquanto, devolvida à Segurança Social. Além do mais, o beneficiário só pode fazer operações na rede multibanco e não remotamente.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Segurança Social transferiu 788 mil euros por engano para desempregado

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião