Hispania Portugal e Mutua de Propietarios lançam seguro de perda de rendas

  • ECO Seguros
  • 15 Junho 2021

Com o fim das moratórias e caso as famílias não recuperem os seus rendimentos pré-pandemia, antecipa-se aumento do risco de incumprimento, avisam promotores do novo Seguro de Perda de Rendas.

O grupo Mutua de Propietarios, líder em Espanha na oferta de soluções para o setor imobiliário, e a Hispania Portugal, através da sua rede de agentes e corretores, anunciaram a introdução no mercado português de um novo “Seguro de Perda de Rendas que protege os senhorios em caso de incumprimento por parte dos seus inquilinos”.

Com o lançamento do novo Seguro de Perda de Rendas, o Grupo Mutua de Propietarios “pretende impulsionar a sua presença em Portugal”, afirma Christopher Bunzl, diretor-geral da mútua espanhola, citado num comunicado. A proposta modalidade de seguro “é dirigida a proprietários de imóveis para arrendamento residencial” e constitui alternativa à contratação de uma garantia bancária, salienta um comunicado das entidades promotoras, acrescentando que, com o fim das moratórias (no crédito bancário) antecipa-se um “aumento do risco de incumprimento, caso as famílias portuguesas não recuperem os seus rendimentos pré-pandemia.”

Num webinar de apresentação do produto, onde estiveram Paulo Caiado (Apemip), Laura Mulá (Diretora Multicanal e de Clientes da Mútua de Proprietários), C. Bunzl (CEO da Mutua de Propietários), Jose Luis Ocon (CEO do grupo Hispania), Alfredo Martinez (Country Manager da Hispania em Portugal) disse que as empresas também podem ser tomadoras do novo seguro, “sempre que os imóveis sejam de habitação permanente”, devendo ser contratada “uma apólice por inquilino”.

Além de segurar a cobrança das rendas, “garantindo o pagamento da receita não paga em caso de incumprimento do inquilino e possibilitando o pedido de adiantamento da mesma”, a nova solução “oferece uma garantia de defesa ou reclamação em conflitos diretamente relacionados com os contratos de arrendamento”. Isto, detalham os promotores, inclui coberturas como: defesa de responsabilidade penal do proprietário, reclamação ao responsável identificado por danos causados no imóvel arrendado e reclamação no caso de incumprimento dos contratos de serviço para a reparação ou manutenção das instalações,” sendo a Europ Assistance a parceira na prestação dos serviços de assistência associados à apólice.

Citado em comunicado, Alfredo Martinez, country manager em Portugal, realçou: “a solução que agora trazemos para Portugal, com o aval do sucesso no mercado espanhol, oferece tranquilidade e segurança aos senhorios quanto à manutenção das suas receitas e ao apoio jurídico de que podem necessitar em caso de conflito.”

Segundo assinalou durante o webinar o responsável da Hispania Portugal: “Só admitimos contratos de arrendamento regulados” pelo novo regime de arrendamento urbano, com 3000 euros de limite máximo de renda mensal. Isto é uma apólice para senhorios, proprietários dos imóveis, acrescentou. O Seguro de Perda de Rendas tem uma seleção de risco criteriosa e requisitos específicos consoante o inquilino seja assalariado; trabalhador independente, reformado ou sem remuneração (caso de estudantes), sendo que para os arrendatários que não cumpram os requisitos, o seguro exige um avalista.

Ficam excluídos da política de subscrição no âmbito do novo produto os contratos de arrendamento de imóveis comerciais, rústicos, sazonais, residências secundárias, imóveis que não possuem condições legais de habitabilidade, subarrendamentos e quartos, listou o country manager.

A plataforma de simulação e emissão é, segundo Martinez, “aquilo que nos vai diferenciar do mercado.” É aqui “que fazemos a análise de solvência do inquilino”. Com simulação da tarifação e contando com a rapidez de decisão do cliente, o senhorio “pode ter a apólice na mão em 24 horas”, afirmou.

O pagamento do prémio do seguro proposto “é sempre feito por domiciliação bancária,” explicou Martinez no encontro virtual dirigido a proprietários e mediadores.

“Em 2020 assistimos a um aumento substancial da oferta de arrendamentos em Portugal, tendência que se poderá manter em 2021 se mais imóveis em alojamento local forem canalizados para o mercado de arrendamento convencional. Nessa medida, é importante oferecer aos senhorios novas garantias que evitem os impactos da perda de receitas por falta de pagamento”, salientou Martinez.

A contratação do Seguro de Perda de Rendas “constitui uma alternativa ao aval bancário, reduzindo despesas para inquilinos e proprietários”, afirma a comunicação distribuída depois do webinar.

“Todas as operações de arrendamento acarretam um risco relacionado com a solvência do inquilino. Por isso, tradicionalmente, os contratos de arrendamento impõem condições de garantia que se materializavam numa série de encargos para o inquilino como a necessidade de caução, o pagamento de um ou dois meses de renda antecipados ou a apresentação de garantias bancárias, o que dificultava um arrendamento rápido acarretando com isso uma redução das receitas potenciais para o arrendatário,” explicou Alfredo Martinez.

Ao permitir ao proprietário dos imóveis em arrendamento assumir a carga da solvência do inquilino através do seguro também se reduz o tempo de desocupação do imóvel: “A redução de apenas um mês no tempo em que o imóvel está desocupado já permite ao proprietário ganhar dinheiro”, explica Bunzl, citado no mesmo comunicado.

A Hispania Portugal, até há pouco denominada GI Insurance Portugal – Mediação de Seguros, está atualmente a mudar designação para Hispania Global Underwriting SA, refere o site da mediadora que, em dezembro de 2011, obteve estatuto de Lloyd’s Coverholder. A mediadora e corretora instalada em Algés (Lisboa) tem como parceiros subscritores a Lloyd’s of London, a Axa XL e a australiana QBE.

Nota: notícia alterada com retificação do nome Mutua de Propietarios.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Hispania Portugal e Mutua de Propietarios lançam seguro de perda de rendas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião