Bancos quadruplicaram vendas de seguros de Vida nos últimos 2 meses

  • ECO Seguros
  • 20 Junho 2021

Abril e maio fizeram explodir as vendas de seguros de Vida e os canais bancários são os protagonistas. Produtos de capitalização e PPR subiram produção entre 3 e 8 vezes o valor de 2020.

A venda de seguros de Vida aumentou 340% em abril e 179% em maio em comparação a igual período de 2020, revelam dados divulgados pela Associação Portuguesa de Seguradores. Este disparo na comercialização destes produtos deveu-se a sucesso instantâneo dos Produtos de Capitalização, cuja produção multiplicou por oito em abril em relação a igual mês do ano passado e quase 4 vezes em maio. Os PPR também aumentaram as suas vendas 5 vezes em abril e mais de 3 vezes em maio.

Depois de um primeiro trimestre que já revelou uma inversão da crise de vendas iniciada no segundo semestre de 2019, que a Covid-19 veio prolongar, os últimos dois meses denunciam uma alternativa credível para a captação de poupanças. A crise dos seguros de Vida, que parece estar a ser ultrapassada, era explicada de diversas formas pelo mercado, mas a sua origem estava sempre nas baixas de taxas de juro, um ciclo prolongado e sem fim à vista.

Oferecendo pouco ou nenhum rendimento, os produtos de capitalização e PPR, tornaram-se pouco atrativos para os aforradores e, aqueles que ofereciam rendimento mínimo garantido, tornaram-se um problema para as seguradoras. Estas precisavam de assegurar essa garantia de rendimento, sem conseguirem elas próprias obter resultados superiores nos seus investimentos nos mercados financeiros, ou seja, perdendo dinheiro com essas apólices. Por outro lado, as exigências legais de provisões técnicas, reservas de capital que estavam imobilizadas nos balanços das seguradoras, eram elevadas face a outros ramos com menores necessidades de dinheiro parado no balanço e mais rentáveis.

A evolução do ramo Vida demonstra uma nova dinâmica no mercado. De janeiro a maio o mercado cresceu 71% face ao ano passado. Se no lado de risco puro, em que predominam os seguros ligados ao crédito à habitação, a evolução é pequena, já nos produtos poupança e investimento a subida é, em relação a igual período de 2020, de 102% para produtos de capitalização (PC) e de 88% para PPR. Esta subida teve em abril o seu apogeu com um crescimento de 705% em PC e de 436% em PPR, mas em maio voltou a apresentar valores muito superiores a 2020 com 286% de incremento em PC e de 237% em PPR.

Outra novidade está no reanimar dos interesses dos bancos na venda de produtos Vida. O problema de baixas taxas de juro colocava-se aos bancos para todas as ofertas possíveis aos seus clientes e os seguros competiam com todo o tipo de instrumentos de investimento e poupança disponíveis. No entanto, nos últimos dois meses o peso dos canais bancários na venda de seguros de Vida cresceu de forma invulgar, explicando o elevado crescimento do ramo Vida. Em vendas de janeiro a maio, os bancos obtiveram crescimentos de 79% bastante acima de outros canais que em conjunto se ficaram pelos 47%. Já em abril e maio a subida face a iguais meses de 2020 foi 3 a 4 vezes superior.

A bancassurance é importante para as seguradoras principalmente na comercialização produtos do ramo Vida, com posições fortes nos seguros ligados ao crédito à habitação. O ressurgir do interesse dos bancos nos seguros, surge numa altura em que estão confrontados com a aposta de mediadores e corretores a sugerir a troca de apólice em condições melhores aos detentores de contratos ativos de crédito à habitação.

As 10 maiores seguradoras do ramo Vida em 2020, com uma quota conjunta de 86%, todas têm ligações a bancos que são institucionalmente mediadores de seguros empresariais.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bancos quadruplicaram vendas de seguros de Vida nos últimos 2 meses

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião