Alemanha quer proibir entrada de turistas britânicos na UE, mesmo os vacinados

  • ECO
  • 28 Junho 2021

Reino Unido deveria ser considerada uma zona "preocupante" devido à variante Delta. Proposta deverá ter resistência dos países do sul da Europa, mais dependentes do turismo.

A Alemanha vai tentar proibir turistas britânicos da União Europeia (UE), independentemente de terem sido, ou não, vacinados contra a Covid-19, avançou o The Times.

Para a chanceler alemã, Angela Merkel, o Reino Unido deveria ser considerada uma zona “preocupante” devido à variante Delta — variante que se transmite com mais facilidade do que as anteriores e que provoca a maior parte dos novos casos no país (o mesmo em Portugal).

Os planos serão discutidos por altos funcionários europeus e nacionais no comité de resposta à crise política da UE e devem ter a resistência da Grécia, Espanha, Chipre, Malta e Portugal, acrescentou o jornal. Estes países são dos que mais dependem do turismo na UE e costumam receber muitos turistas vindos do Reino Unido.

A chanceler alemã deve-se encontrar com o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, na próxima semana.

Segundo a Reuters, o governo britânico deverá permitir, em julho, que as pessoas totalmente vacinadas possam viajar para onde quiserem, exceto países com maior risco de Covid-19.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Alemanha quer proibir entrada de turistas britânicos na UE, mesmo os vacinados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião