EDPR e Reganosa investem 780 milhões na Galiza

Dinheiro será aplicado na construção de uma central de produção de hidrogénio, um complexo de energia eólica e um sistema de armazenamento energético.

A EDP Renováveis e a Reganosa, multinacional galega de energia, vão investir 780 milhões de euros na Galiza. Este dinheiro será aplicado na construção de uma central de produção de hidrogénio, um complexo de energia eólica e um sistema de armazenamento energético.

“O investimento inclui a construção de uma central de produção de hidrogénio (H2) por eletrólise, que atingirá uma capacidade de 100 MW” refere a EDP Renováveis em comunicado. “Esta central, que utilizará a água de um lago da região e novas fontes de energia renovável, terá uma capacidade de produção anual até 14.400 toneladas de H2”, acrescenta,

“Também será criado um sistema de armazenamento energético com uma potência instalada de 570 MW, através de uma central hidroelétrica com bombagem que utilizará o mesmo lago e uma nova barragem como reservatórios, maximizando a utilização de energias renováveis”, acrescenta.

Além disso, “será ainda desenvolvido um complexo de energia eólica composto por quatro parques com turbinas de nova geração, totalizando mais de 270 MW de potência instalada”. Este investimento conjunto, entre a EDP Renováveis e a Reganosa, “irá criar mais de 7.000 empregos indiretos e um total de 400 postos de trabalho efetivos”, conclui a empresa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDPR e Reganosa investem 780 milhões na Galiza

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião