EDP vende 28,8% do défice tarifário de 2021 por 503 milhões

"Este défice tarifário resulta do diferimento por 5 anos da recuperação do sobrecusto de 2021 com a aquisição de energia aos produtores em regime especial", explica a EDP.

A EDP anunciou esta terça-feira em comunicado à CMVM que a SU Eletricidade vendeu em Portugal 28,8% do défice tarifário de 2021 relativo ao sobrecusto com a produção em regime especial (renováveis) por um montante de 503 milhões de euros.

“Este défice tarifário resulta do diferimento por 5 anos da recuperação do sobrecusto de 2021 com a aquisição de energia aos produtores em regime especial (incluindo os ajustamentos de 2019 e 2020)”, pode ler-se no comunicado enviado à CMVM. A venda foi acordada sem recurso, através de cinco transacções individuais,

Em dezembro de 2020, o Grupo EDP tinha já informado a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) que o Comercializador de Último Recurso SU Eletricidade (ex- EDP Serviço Universal), que opera no mercado regulado para menos de um milhão de clientes e é detido a 100% pela EDP, “acordou a venda sem recurso, através de cinco transações individuais, de 15,5% do défice tarifário de 2021 relativo ao sobrecusto com a produção em regime especial, por um montante de 271 milhões de euros”.

 

Este sobrecusto diz respeito ao diferencial do custo da energia adquirida a produtores em regime especial com tarifa fixa, “baseado em acordos estabelecidos no passado quando a energia elétrica estava muito mais cara antes da crise financeira de 2008”.

Em julho de 2020, a EDP tinha também acordado a venda de 23,4% do défice tarifário de 2020 relativo ao sobrecusto com a produção em regime especial, por um montante de 273 milhões de euros. Da mesma forma, em março de 2020 a empresa anunciou uma operação semelhante, com a venda de 70,6% do défice tarifário de 2020, por 825 milhões de euros, o que lhe permite antecipar o encaixe deste valor que lhe é devido pelo sistema elétrico.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP vende 28,8% do défice tarifário de 2021 por 503 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião