Macron avisa que sem passe sanitário a França teria de reconfinar

  • Lusa
  • 3 Agosto 2021

"Sem o passe sanitário, teríamos de fechar tudo, ou seja, fazer pagar a toda a gente as consequências do vírus", avisou o presidente francês.

O Presidente francês Emmanuel Macron avisou esta terça-feira que sem passe sanitário a França teria de voltar a reconfinar, alertando para a necessidade de travar a expansão do coronavírus.

Macron tem utilizado as suas redes sociais para responder de forma informal a perguntas dos franceses, defendendo o passe sanitário, numa altura que a situação nos hospitais da Córsega se está a agravar.

“Sem o passe sanitário, teríamos de fechar tudo, ou seja, fazer pagar a toda a gente as consequências do vírus”, avisou o Presidente da República francês num vídeo publicado nas redes sociais.

O passe sanitário é uma das medidas que tem causado mais controvérsia em França, com muitos franceses a recusarem vacinar-se para frequentarem locais como bares, restaurantes ou cinemas.

Ao mesmo tempo, a quarta vaga da covid-19 no país continua a avançar, com os hospitais na ilha da Córsega a chegaram a uma situação de saturação. A Córsega é um dos destinos de férias preferidos dos franceses e o afluxo de turistas fez com que os hospitais sofram também uma grande afluência.

A Córsega tem atualmente a segunda maior taxa de incidência de covid-19 em França.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Macron avisa que sem passe sanitário a França teria de reconfinar

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião