Clube Chapas e Bombeiros de Lisboa vão fazer história

  • ECO Seguros
  • 4 Agosto 2021

São 728 anos de existência de seguros e 600 anos de memória dos bombeiros de Lisboa. Vão trabalhar juntos para contar a história da cidade quanto a seguros e socorro.

Protocolo para unir histórias: Tenente Coronel Alexandre Rodrigues, 2º comandante do RSB de Lisboa , Isabel Anjos e Vitor Alegria do Clube Chapas e Miguel Gil, coordenador do museu do RSB.

Vítor Alegria, presidente do Clube Chapas, insiste na necessidade de interagir com entidades que, como diz, “durante séculos se relacionaram com a atividade seguradora para valorização das suas memórias”.

Nesse sentido o Clube Chapas e o Município de Lisboa celebraram um Acordo de Colaboração para cruzar e divulgar a história dos seguros e a história do socorro na cidade de Lisboa, assinado nas instalações do emblemático edifício do Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa – 1ª Companhia – Quartel do Comando, na Avenida Dom Carlos I, onde outrora foi o Convento da Esperança.

O motivo da união é claro: O Regimento de Sapadores Bombeiros (RSB) é herdeiro de 600 anos de memórias, enquanto o Clube Chapas estuda há mais de uma década os 728 anos de história do seguro português. “No decurso de séculos são inúmeras as cumplicidades e trajetos onde se intercetam estas atividades”, refere Vitor Alegria.

Como método de trabalho já existem propostas de ambas as entidades para a investigação e divulgação da especial relação entre as Companhias de Seguros e os Bombeiros profissionais de Lisboa. Por exemplo, vai-se aprofundar o estudo num fenómeno do princípio do século XX em que existiram companhias de salvados estimulando os bombeiros, na fase de rescaldo de sinistros, a procurarem recuperar objetos valiosos, com a finalidade de atenuar a indemnização aos segurados.

Por seu lado as companhias de seguros, contribuíram financeiramente, através dos tempos, para as instituições de bombeiros, com base nos prémios recebidos pelos seguros de fogo ou incêndio.

Para assinar o protocolo estiveram presentes o 2º comandante Tenente Coronel Alexandre Rodrigues , Miguel Gil como coordenador do museu do RSB, e pelo Clube CHAPAS a diretora Isabel Anjos e o presidente Vitor Alegria.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Clube Chapas e Bombeiros de Lisboa vão fazer história

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião