Biden promete “caçar e fazer pagar” responsáveis dos atentados em Cabul

  • Lusa
  • 27 Agosto 2021

O presidente dos EUA prometeu "caçar e fazer pagar" os autores do duplo atentado bombista e do ataque armado junto ao aeroporto de Cabul, Afeganistão, atribuído ao autoproclamado Estado Islâmico.

O presidente dos EUA, Joe Biden, prometeu “caçar e fazer pagar” os autores do duplo atentado bombista e do ataque armado junto ao aeroporto de Cabul, Afeganistão, atribuído ao grupo extremista Estado Islâmico (EI).

“Não esqueceremos, não perdoaremos e vamos caçar-vos e fazer-vos pagar”, disse Joe Biden, depois de um momento emocionado em que relembrou a morte do filho, ele próprio um antigo combatente militar.

Num discurso transmitido ao final da tarde em Washington, Biden afirmou que os ataques desta tarde eram esperados, mas que isso não vai alterar a estratégia definida para a saída dos EUA do Afeganistão.

Morreram pelo menos 13 militares dos EUA

O número de elementos das forças armadas dos EUA que morreram nos ataques subiu para 13, havendo a registar pelo menos 18 feridos, segundo as autoridades norte-americanas.

“Um décimo terceiro soldado dos EUA morreu de ferimentos sofridos no ataque” nas imediações do aeroporto, anunciou o porta-voz do Comando Central dos Estados Unidos, o major Bill Urban, citado pela agência France Presse.

“O número de feridos é agora 18”, acrescentou, o que representa uma atualização face aos 12 óbitos e 15 feridos anteriormente registados.

Um responsável do Ministério da Saúde do governo afegão afirmou à BBC que o número de feridos é de, pelo menos 140, e que há pelo menos 60 mortos resultantes dos ataques, mas ainda sem confirmação oficial.

Militares portugueses deixam Cabul

O trabalho dos quatro militares portugueses no aeroporto de Cabul no apoio à retirada de cidadãos afegãos está “praticamente concluído” e estes vão sair de Cabul “dentro de algumas horas”, avançou o ministro da Defesa português.

Em declarações à SIC esta quinta-feira à noite, João Gomes Cravinho revelou que os quatro militares “atualmente estão empenhados em colocar nos aviões os 38 afegãos identificados e validados” para viajarem para Portugal e que a missão dos quatro miliares “está quase concluída” e sairão de Cabul “dentro de algumas horas”.

“Eles têm feito um trabalho absolutamente notável, em circunstâncias muito difíceis, de trazer para dentro do aeroporto [de Cabul] e colocar em aviões pessoas que trabalharam com as forças nacionais destacadas portuguesas, ou seja, tradutores, interpretes e os seus familiares”, precisou o ministro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Biden promete “caçar e fazer pagar” responsáveis dos atentados em Cabul

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião