Governo espanhol admite que fatura da luz dispare 25% este ano

  • ECO
  • 30 Agosto 2021

A ministra Teresa Ribero admitiu que a fatura da luz vai subir 25% este ano para 644 euros em termos médios. Mas descartou qualquer intervenção do governo na fixação de preços.

A ministra da Transição Ecológica, Teresa Ribera, admitiu que a fatura da eletricidade vai disparar 25% este ano em relação a 2020, devendo subir dos 512 euros para 644 euros anuais em termos médios. Ainda assim, descartou qualquer intervenção pública na fixação de limites.

Teresa Ribera explicou-se esta segunda-feira perante os deputados sobre a subida dos preços da eletricidade no mercado grossista — que, de resto, também afeta Portugal –, descartando uma intervenção pública na fixação de preços máximos ou mínimos de qualquer tipo de energia no mercado. Deu ainda conta de mudanças na tarifa regulada para tentar estabilizar a fatura com a luz.

A ministra destacou que existe “uma proibição expressa” nas leis da União Europeia para fixar os preços nos mercados grossistas. “Este governo jamais vai impulsionar a adoção de medidas que sabemos de antemão que são frontalmente contrárias ao direito comunitário”, respondeu Ribera, fazendo uma alusão a uma petição assinada pelo Unidas Podemos.

“É o pior que se pode fazer. Não há nada mais prejudicial para os cidadãos e para o tecido produtivo de um país que adote medidas contrárias às leis comunitárias. Isso acaba por se converter numa perda de confiança no país e em multas e sanções”, advertiu ainda a responsável do executivo espanhol citada pelo jornal Cinco Días (acesso livre/conteúdo em espanhol)

Ainda assim, Teresa Ribera assegurou que Madrid dará “luta política” em Bruxelas para ter mecanismos que permitam baixar a fatura da luz aos consumidores, mesmo às custas dos lucros das empresas.

Os preços no mercado grossista ibérico (Mibel) estão a bater recordes máximos e atingir os 130,53€/MWh esta terça-feira.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Governo espanhol admite que fatura da luz dispare 25% este ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião