BRANDS' ECOSEGUROS O seguro nasceu de novo

  • BRANDS' ECOSEGUROS
  • 31 Agosto 2021

Ricardo Melo Araújo, gestor de clientes da Amplitude Seguros, fala do impacto da COVID-19 na atividade de consultoria e corretagem de seguros e da importância de criar e manter relações de confiança.

Há um velho ditado popular que nos diz que “o seguro morreu de velho”, ou seja, defende que quem se previne, tem uma maior probabilidade de evitar surpresas desagradáveis.

Contudo, os acontecimentos dos últimos dois anos transportaram-nos para uma nova realidade e todos nós, de uma forma ou de outra, tivemos de nos reinventar e adaptar.

A COVID-19 teve um impacto enorme em todos os setores de atividade e a área seguradora não foi exceção, pelo que em certa medida, podemos dizer que o seguro nasceu de novo!

O primeiro grande desafio que a pandemia nos trouxe foi o teletrabalho.

O setor segurador sempre foi e acredito que será sempre, um negócio de pessoas e, ao longo dos anos, o contacto presencial, tanto com os clientes como com os parceiros de negócio, teve um papel preponderante para o sucesso da nossa atividade.

A nível organizacional, a proximidade física foi também desde sempre um fator importante para o bom funcionamento das empresas, não só por promover a criação de sinergias, mas acima de tudo por permitir uma partilha de conhecimentos e experiências de uma forma mais direta e consistente.

Todavia, a Amplitude adaptou-se rapidamente e de forma eficiente e eficaz ao teletrabalho. As nossas equipas trabalharam em espelho desde o início da pandemia e conseguimos manter uma relação de proximidade, tanto internamente, como na relação com os nossos clientes e com os nossos parceiros, através do contacto telefónico, e-mail e das plataformas de vídeo conferência.

"A tecnologia é cada vez mais um fator chave na nossa atividade de consultor e corretor de seguros, na medida em que promove a melhoria de desempenho e o aumento do nosso alcance e da nossa capacidade de resposta, o que contribui em larga escala para continuarmos a conquistar resultados positivos e a acrescentar valor.”

Ricardo Melo Araújo

Gestor de clientes da Amplitude Seguros

Encaramos a crise pandémica como uma oportunidade de crescimento e de superação e como a possibilidade de nos tornarmos cada vez melhores e de sermos capazes de transformar em bem, muito do que o mal nos trouxe.

A aceleração do processo de transformação digital em todas as áreas da sociedade foi outra consequência natural do surgimento da COVID-19 e da implementação do teletrabalho.

A tecnologia é cada vez mais um fator chave na nossa atividade de consultor e corretor de seguros, na medida em que promove a melhoria de desempenho e o aumento do nosso alcance e da nossa capacidade de resposta, o que contribui em larga escala para continuarmos a conquistar resultados positivos e a acrescentar valor.

Alterámos recentemente o nosso sistema informático e apostámos numa plataforma de gestão integral do negócio da corretagem de seguros na “nuvem”, que visa sobretudo facilitar a experiência dos utilizadores e originar ganhos de produtividade e automatização de alguns processos.

Além da necessidade de adaptação e de inovação constantes a que estamos expostos, este é também o tempo de nos mantermos firmes no nosso propósito, no nosso ADN.

"O foco no cliente é o nosso principal combustível, que nos permite trabalhar sempre na obtenção das soluções de seguros que melhor respondam às necessidades e ao perfil de cada cliente.”

Ricardo Melo Araújo

Gestor de clientes da Amplitude Seguros

Desenvolver uma total orientação para o cliente, procurar sempre as melhores e mais inovadoras soluções de seguro disponíveis no mercado segurador nacional e internacional. Criar e alimentar relações de parceria sólidas, duradouras e assentes numa grande relação de confiança.

O foco no cliente é o nosso principal combustível, que nos permite trabalhar sempre na obtenção das soluções de seguros que melhor respondam às necessidades e ao perfil de cada cliente.

Num mercado cada vez mais competitivo e com canais cada vez mais diversificados de divulgação dos produtos e de abordagem ao consumidor, é fundamental apostarmos na diferenciação, através do serviço prestado ao cliente.

Procuramos conhecer os nossos clientes, atuar com transparência, compreender as suas reais necessidades e “calçar os seus sapatos”, de forma a apresentarmos propostas que garantam os riscos que pretendem e precisam proteger.

A empatia é, mais do que uma característica, uma ferramenta muito valiosa para as pessoas e para a organização, pois permite-nos construir uma relação de confiança, oferecer experiências positivas e gerir potenciais conflitos de forma ágil e eficaz.

Para sermos bem-sucedidos neste propósito, temos de conhecer de forma detalhada o mercado segurador e as características de uma vasta gama de produtos disponíveis para cada ramo.

Como consultores e corretores de seguros, cabe-nos a nós aconselhar da melhor forma os nossos clientes e ajudá-los a garantir que apesar de ter “nascido “de novo, o seguro vai sempre morrer de velho!

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

O seguro nasceu de novo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião