Mapfre e Siro distribuem milhões de bolachas a famílias carenciadas em Portugal e Espanha

  • ECO Seguros
  • 8 Setembro 2021

As fundações da seguradora Mapfre e do grupo Siro juntaram-se numa iniciativa social de combate à desnutrição que se agravou em resultado da pandemia.

A Fundação Mapfre e a Fundação Grupo Siro uniram-se num projeto solidário que envolve a produção e distribuição de dois milhões e meio de bolachas, enriquecidas com vitaminas e minerais, para ajudar a cobrir as deficiências nutricionais de milhares de famílias com carências alimentares em Portugal e Espanha.

Em Portugal, serão distribuídas 500 mil bolachas (o equivalente a seis toneladas) a partir do final deste mês, numa “operação assegurada pela Fundação MAPFRE junto das três instituições abrangidas pela iniciativa: Banco Alimentar Contra a Fome, Casa – Centro de Apoio ao Sem Abrigo e Refood”. Em Espanha a distribuição será feita através do projeto Sé Solidario da Fundação MAPFRE e da Federação Espanhola de Bancos de Alimentos (FESBAL), sendo que “em ambos os países, a iniciativa conta com a colaboração do Voluntariado da Fundação MAPFRE”.

Segundo Luis Anula, CEO da Mapfre Portugal, “estamos muitos orgulhosos por participar num projeto tão inovador e solidário que nos permite unir forças com o Grupo Siro no sentido de combater a desnutrição, um problema que afeta mais de 800 milhões de pessoas no mundo e que, lamentavelmente, aumentou em todos os países como resultado da pandemia.”

Em Portugal, serão distribuídas 500 mil bolachas, através do Banco Alimentar Contra a Fome, Casa – Centro de Apoio ao Sem Abrigo e Refood.

Com o desenvolvimento desta bolacha nutricional, a Fundação MAPFRE e a Fundação Grupo Siro estão a unir forças para combater a desnutrição que aumentou em todos os países como resultado da pandemia, assinala um comunicado da seguradora. Em 2020, o primeiro ano da pandemia, 2,037 milhões de portugueses encontravam-se em risco de pobreza ou exclusão social, recorda a instituição espanhola citando números do Instituto Nacional de Estatística (INE), com base em indicador que conjuga as condições de risco de pobreza, de privação material severa e de intensidade laboral (por pessoa) muito reduzida.

O termo, “fome oculta”, que, segundo a Unicef, afeta mais de 2.000 milhões de pessoas no mundo e 24,3% da população com menos de 5 anos na Europa, refere-se à situação de subnutrição vivida atualmente pelas pessoas que, com um consumo adequado de energia, não conseguem cobrir as necessidades de alguns micronutrientes, tais como as vitaminas A e D, e os minerais ferro e zinco. Há também os idosos, um “grupo vulnerável”, que tradicionalmente “sofrem um maior risco de desnutrição”, entre outras causas, devido à falta de apetite, problemas de mastigação, polimedicação, inatividade física e solidão, desenvolve o comunicado.

O arranque da produção dos biscoitos foi assinalado a 6 de setembro, na unidade industrial de Sintra, numa cerimónia que contou com presença de Luis Ángel López, CEO da Cerealto Siro Foods, e Luís Anula (Mapfre).

Estas bolachas nutricionais, com distribuição gratuita, explica a Mapfre, “não estão disponíveis para venda ao público e foram desenvolvidas durante dois anos de investigação conduzida pela Fundação Grupo Siro. A sua principal característica é que, por apenas 30 cêntimos (o custo de 100 gramas), 50% das vitaminas e minerais que uma pessoa necessita por dia estão garantidos”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mapfre e Siro distribuem milhões de bolachas a famílias carenciadas em Portugal e Espanha

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião