Setor energético pressiona PSI-20 em dia de perdas na Europa

Lisboa terminou a sessão em terreno negativo, em linha com a generalidade das praças europeias. A condicionar o desempenho do PSI-20 estiveram as cotadas ligadas ao setor energético.

A bolsa de Lisboa terminou a última sessão da semana com o “pé” esquerdo, pressionada pela quedas das cotadas ligadas ao setor energético.

Pela Europa, o Stoxx 600 desvalorizou 0,1% a par com o francês CAC-40, enquanto o alemão DAX cedeu 1,3% e o britânico FTSE 100 recuou 1,2%. Em contrapartida, o espanhol IBEX-35 ganhou 0,2%.

Lisboa acompanhou o sentimento negativo vivido na generalidade das praças europeias. O PSI-2O cedeu 0,71% para 5.299,370 pontos, com apenas cinco das 13 cotadas em “terreno” positivo e as restantes no “vermelho”.

A condicionar o desempenho do índice de referência nacional estiveram as cotadas ligadas ao setor energético, numa altura em que a escala dos preços da eletricidade na Península Ibérica tem levado os governos a tomar medidas.

Esta sexta-feira o Parlamento aprovou a proposta de lei do Governo que permite definir “margens máximas” para os comercializadores nos combustíveis simples e no gás engarrafado. Em contrapartida, todas as restantes propostas apresentadas pelo PCP, CDS-PP e Bloco de Esquerda para travar os preços dos combustíveis, da luz e do gás foram rejeitados.

Neste contexto, a EDP perdeu 1,55% para os 4,5680 euros, ao passo que a subsidiária EDP Renováveis ganhou 0,37% para 21,80 euros. Ao mesmo tempo, a REN recuou 0,99% para 2,50 euros.

Também a Galp Energia caiu 1,67% para 8,2640 euros, pressionada pelas desvalorizações das cotações de petróleo nos mercados internacionais. O Brent, de referência europeia, recua 1,06% para os 74,87 dólares, ao passo que o WTI cede 1,36% para os 71,62 dólares, em Nova Iorque.

A condicionar o desempenho do índice de referência nacional estiveram ainda as cotadas ligadas ao setor da pasta e do papel, bem como o BCP. A Navigator cedeu 1,82% para 3,0160 euros, a Semapa perdeu 1,31% para 12.06 euros e a Altri caiu 1,18% para 5.425 euros. Quanto ao banco liderado por Miguel Maya, os títulos desvalorizaram 0,84% para 12,94 cêntimos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Setor energético pressiona PSI-20 em dia de perdas na Europa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião