CGD abre escritório de representação no Luxemburgo

  • Lusa
  • 4 Outubro 2021

Três anos depois de encerrar as sucursais do banco público no Luxemburgo, a CGD anuncia a abertura de um escritório de representação naquele país.

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) vai abrir um escritório de representação na cidade do Luxemburgo, depois da sucursal no país ter fechado em 2018, foi divulgado esta segunda-feira.

De acordo com um comunicado oficial do banco público, a CGD “inaugura no próximo dia 5 de outubro, pelas 17h30, o seu escritório de representação na cidade do Luxemburgo”.

A cerimónia de abertura contará com a presença de convidados institucionais como o embaixador de Portugal no Luxemburgo, António Gamito, o cônsul-geral Jorge Cruz e o administrador executivo da CGD José João Guilherme, refere o comunicado do banco.

“Estarão igualmente presentes membros da comunidade civil e empresarial portuguesa residente no Grão-Ducado”, segundo a instituição liderada por Paulo Macedo.

O funcionamento do escritório, localizado no n.º 6 da Avenue de la Liberté, “é assegurado pelos seus três colaboradores: Isaura Rovisco, Responsável de Escritório, Daniel Veríssimo e Rui Almeida, Assistentes Comerciais”, segundo a CGD.

Em 26 de julho de 2018, os sindicatos luxemburgueses comunicaram que a CGD iria fechar as suas duas agências da sucursal no Luxemburgo, uma decisão que afetava 23 trabalhadores.

A decisão foi confirmada no mesmo dia pela administração do banco, que anunciou o encerramento das sucursais no Luxemburgo e em Nova Iorque, no âmbito da reestruturação do banco público acordada com a Comissão Europeia, considerando-as “de menor expressão”.

No dia seguinte, o presidente executivo da CGD, Paulo Macedo, disse que o encerramento das sucursais estava previsto desde 2016, e que seria avaliada a criação de um escritório de representação no Luxemburgo, onde vivem cerca de 96 mil portugueses.

De acordo com fonte oficial do banco público, a sucursal luxemburguesa da Caixa Geral de Depósitos acabou por encerrar em 2018.

A CGD tem escritórios de representação em geografias com forte representatividade da comunidade portuguesa, nomeadamente na África do Sul (Joanesburgo), na Alemanha (Berlim, atendimento semanal em Colónia, Frankfurt, Hamburgo, Estugarda), Bélgica (Bruxelas), Canadá (Toronto), Reino Unido (Londres), Suíça (Genebra, delegados comerciais em Zurique e Lausanne) e na Venezuela (Caracas).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

CGD abre escritório de representação no Luxemburgo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião