Sasria recebe apoio extra do Tesouro sul-africano para pagar danos de motins

  • ECO Seguros
  • 12 Outubro 2021

A seguradora estatal pediu e vai receber dinheiro fresco do Tesouro sul-africano para pagar a destruição causada pelos motins de julho, em várias cidades do país.

A estatal Sasria (South African Special Risks Insurance Association) apresentou em setembro, junto de uma comissão do parlamento sul-africano, um pedido de auxílio financeiro para responder a encargos com pagamento de danos provocados pela desordem pública (desobediência civil) que, em julho, causou destruição de bens públicos e privados em algumas das principais cidades da África do Sul, principalmente nas províncias do KwaZulu-Natal, que inclui a cidade de Durban, e de Gauteng, onde se localizam Joanesburgo e Pretória.

Após a exposição feita aos parlamentares, na Cidade do Cabo, e subsequente diálogo encetado com o Tesouro nacional, a seguradora anunciou que a injeção de capital (por um montante de 3,9 mil milhões de rands) está garantida, revelou Cedric Masondo, diretor geral da Sasria. E, enquanto é ponderado auxílio adicional do governo, os cerca de 225 milhões de euros dos fundos do Tesouro constituem reforço para cumprir responsabilidades até ao fecho do seu exercício fiscal, em março de 2022.

Tendo calculado que o encargo total com os danos resultantes dos motins ascendem a mais de 20 mil milhões de rands (1,15 mil milhões de euros), a companhia adianta que já desembolsou 5,8 mil milhões rands a indemnizar estragos da agitação civil e violência urbana na África do Sul.

No mesmo comunicado, a seguradora indica que oito de cada 10 sinistros (80%) – com perdas validadas no intervalo entre um milhão e 30 milhões de rands – serão pagos até final de outubro.

A onda de comoção civil, pilhagens e destruição na África do Sul, começou após detenção do ex-Presidente Jacob Zuma, de 79 anos. O antigo presidente do ANC está preso desde 7 de julho no Centro Correcional de Estcourt, cerca de 150 quilómetros da sua residência, em Nkandla (KwaZulu-Natal), por desrespeito ao Tribunal Constitucional.

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Sasria recebe apoio extra do Tesouro sul-africano para pagar danos de motins

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião