Porto de Sines cresce 16,9% nos segmentos de carga até final de setembro

  • Lusa
  • 26 Outubro 2021

O porto alentejano é "líder nacional em volume de carga, responsável por mais de 50% do total movimentado no país”.

O Porto de Sines (Setúbal) cresceu 16,9% em todos os segmentos de carga nos primeiros nove meses deste ano, face a período homólogo de 2020, com uma movimentação total de 35,9 milhões de toneladas, foi esta terça-feira revelado.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS) revela que este registo permite ao porto alentejano “consolidar a posição de líder nacional em volume de carga, responsável por mais de 50% do total movimentado no país”.

Na que respeita à carga contentorizada, o Porto de Sines “registou 1,38 milhões de TEU [contentores de 20 pés] acumulados de janeiro a setembro”, ou seja, “mais 18,5%” do que em igual período do ano passado, realça.

De acordo com a APS, o segmento de Carga Geral (onde se inclui a carga contentorizada) “representa já 46,7% do total da carga movimentada no porto, tendo evidenciado um aumento de 14,9% face ao mesmo período” de 2020, “para um total acumulado de 16,8 milhões de toneladas”.

Também o segmento de Granéis Líquidos, no qual se incluem o crude, os refinados, os produtos petroquímicos e o gás natural liquefeito, registou um crescimento de 21,1% face ao período homólogo anterior, com um movimento acumulado de 18,8 milhões de toneladas, acrescenta.

Este segmento representa atualmente 52,5% do total da carga movimentada no Porto de Sines, tendo nas importações o petróleo bruto e o gás natural como principais influenciadores e, nas exportações, os produtos refinados”, destaca.

Para a infraestrutura portuária, a obra de ampliação do Terminal de Contentores de Sines, em curso, e o recente lançamento, pela PSA Sines, do concurso para a expansão da área de parqueamento de contentores, no valor de 12,85 milhões de euros, “aumentará a capacidade operacional, reforçando a produtividade daquele terminal”.

No comunicado, a APS sublinha ainda que a entrada em funcionamento da Janela Única Logística (JUL), aplicada à carga contentorizada, no final do último trimestre, e do novo sistema de gestão interno da PSA Sines “irá aportar consideráveis benefícios aos utilizadores do porto”.

Vão permitir “uma maior integração de toda a cadeia logística e irá contribuir para uma maior eficiência e competitividade do Porto de Sines”, conclui.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Porto de Sines cresce 16,9% nos segmentos de carga até final de setembro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião