Navigator vai trazer cinco navios de eucalipto de Moçambique. Dois já chegaram

A Portucel Moçambique realizou no terceiro trimestre a primeira exportação de madeira produzida em Moçambique. Ao todo serão cinco.

A Portucel Moçambique realizou a primeira exportação de madeira produzida em Moçambique durante o terceiro trimestre, anunciou a empresa no comunicado de apresentação de resultados. Ao todo serão cinco os navios a trazer eucalipto das plantações em Manica.

Do porto da Beira saiu um navio com 32 mil metros cúbicos sólidos de madeira sem casca, com destino ao porto de Aveiro e daí para a fábrica da Navigator na Figueira da Foz. E não será o único.

“Esta primeira exportação da Portucel Moçambique marca o início do ciclo de colheita e exportação de madeira realizada na província de Manica, que prevê um total de cinco navios, três dos quais este ano, dois em 2022″, anuncia a empresa em comunicado. Um segundo navio chegou no mês de outubro ao porto de Setúbal.

A empresa explica ainda que esta primeira exportação teve uma operação prévia “para testar e compreender melhor os processos administrativos, legais, de licenciamento e fiscais, tendo em vista criar as condições para, posteriormente, aumentar a escala e avançar para operações de maior valor acrescentado”.

No final de 2020, a Navigator já tinha investido 130 milhões de dólares em Moçambique, tinha 13.500 hectares plantados e 12 milhões de plantas em viveiro. A primeira colheita de madeira começou ainda no final 2020.

As exportações de eucalipto a partir de Moçambique permitem à Navigator suprir a falta de madeira no território nacional. A empresa tem recorrido também a importações de Espanha, nomeadamente da Galiza.

A empresa apresentou esta quinta-feira um crescimento de 8% no volume de negócios no terceiro trimestre, para os 405 milhões. O EBITDA totalizou 96 milhões (mais 20%, em cadeia) e o resultado líquido atingiu os 50 milhões (mais 22%).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Navigator vai trazer cinco navios de eucalipto de Moçambique. Dois já chegaram

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião