Estado multa empresas que fingem ser “amigas” do ambiente

  • ECO
  • 13 Novembro 2021

O número de casos de "greenwashing" é crescente, reconhece o Governo. A DGC tem atualmente abertos nove processos de contraordenação.

Já há empresas que estão a ser sancionadas por levarem a cabo práticas de greenwashing, isto é, por “fingirem” ser ambientalmente sustentáveis numa espécie de “branqueamento ecológico”. Segundo avança, este sábado, o Jornal de Notícias (acesso pago), estão abertos atualmente nove processos de contraordenação, neste âmbito, na Direção-Geral do Consumidor (DGC).

De acordo com o jornal, o Governo — cabe ao Ministério da Economia tutelar a DGC — reconhece que o número de casos de greenwashing é crescente. Isto num mundo em que a luta contra as alterações climáticas tem conquistado, cada vez mais, um tom de urgência.

O fenómeno em causa, explica o Jornal de Notícias, passa por as empresas e as instituições comunicarem que são ambientalmente sustentáveis ou ecológicas, através de marketing e publicidade, de modo a atrair clientes a ou a criar uma imagem positiva, quando as práticas que têm em curso não confirmam esse retrato.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Estado multa empresas que fingem ser “amigas” do ambiente

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião