Marsh McLennan cria novo Cyber Center combinando as 4 companhias do grupo

  • ECO Seguros
  • 18 Novembro 2021

O novo centro de competências em risco cibernético tem como objetivo realizar investigação e desenvolvimento, apoiando-se em parcerias com empresas, governos e academia.

A Marsh McLennan (MMC), líder global em consultoria de risco, estratégia e gestão de capital humano, anunciou o lançamento do seu Cyber Risk Analytics Center, projeto de âmbito empresarial que combina dados de risco cibernético, análise e competências de mitigação das quatro companhias do grupo norte-americano (Marsh, Guy Carpenter, Mercer e Oliver Wyman) para fornecer aos clientes “uma visão abrangente das suas ameaças cibernéticas, a eficácia dos sistemas de controlo atuais e futuros, e o impacto económico dos riscos” a que estão expostos.

Todos os anos, os ciberataques causam milhões de dólares de perdas e milhares de milhões de dólares de prejuízo à economia global. Para John Doyle, presidente e CEO da Marsh e vice-presidente da Marsh McLennan, não é novidade que as empresas, governos, e dirigentes de outras instituições continuem a classificar o “risco cibernético como um dos mais generalizados e prioritários que a sociedade enfrenta”.

No entanto, “para muitos líderes, a preocupação excede a sua capacidade de medir e gerir o risco cibernético sozinhos. O nosso investimento no Marsh McLennan Cyber Risk Analytics Center ajudará os clientes a enfrentar este risco, ligando-os a especialistas e capacidades de todas as nossas empresas, a conhecimentos orientados por dados, e a um ecossistema global de especialistas em risco e segurança cibernética,” explicou.

O centro será dirigido por Scott Stransky (managing director), profissional experiente na modelação de riscos e catástrofes cibernéticas. Stransky juntou-se à MMC no início de 2021, depois de mais de uma década na AIR Worldwide. Com trabalhos assinados em publicações académicas, Stransky tem formação universitária em Matemática e mestrado em meteorologia, ambos do MIT.

O centro, cuja localização não é indicada, oferecerá aos clientes do grupo uma série de ferramentas e perceções de risco para os ajudar a fazer investimentos mais inteligentes na forma como identificam, preparam e recuperam do risco cibernético, refere um comunicado da companhia líder global no setor de corretagem de seguros. Para além de integrar os dados, modelização e os conhecimentos de risco da Marsh, Guy Carpenter e Oliver Wyman, o centro realizará “investigação e desenvolvimento com uma rede internacional de parceiros comerciais, governamentais e académicos”.

Através do Cyber Risk Analytics Center, a MMC “fará avançar o ecossistema mais vasto de modelização e análise cibernética para ajudar as sociedades a gerir o risco cibernético”, disse Stransky.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Marsh McLennan cria novo Cyber Center combinando as 4 companhias do grupo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião