Sporting promete juros de 5,25%. Venda de dívida já arrancou

Três anos depois, a SAD leonina volta ao mercado e as subscrições arrancaram na segunda-feira. Conheça as condições deste empréstimo obrigacionista junto de investidores institucionais e de retalho.

“Prosseguindo uma estratégia de diversificação e otimização das fontes de financiamento”, como refere no prospeto aprovado pela CMVM, a sociedade liderada por Frederico Varandas avança com as Obrigações Sporting SAD 2021-2024. Veja todas as condições da operação, que estará aberta a subscrições até 6 de dezembro.

Qual é o valor da operação?

O empréstimo obrigacionista lançado pela Sporting SAD tem o valor de 30 milhões de euros. A receita global líquida, após a dedução das comissões e dos custos, é estimada em 28,7 milhões de euros (estima pagar 1,09 milhões aos colocadores, 165.750 euros em custos com consultores, auditores e publicidade, e 31.980 à CMVM, Interbolsa e Euronext). A emissão inicial é de seis milhões de obrigações, ao valor nominal de cinco euros, mas o valor pode ser aumentado, por opção da SAD leonina, através de adenda ao prospeto até 30 de novembro. Há um valor mínimo de subscrição por parte do investidor: cada ordem deve referir-se a, pelo menos, 400 obrigações, ou seja, um investimento mínimo de 2.000 euros.

Como e quando será remunerada?

Tem uma taxa de juro fixa bruta de 5,25% ao ano até aos títulos atingirem a maturidade em 2024, em linha com a operação realizada há três anos, com a data de liquidação física e financeira da oferta no dia 10 de dezembro. Os juros são calculados tendo por base meses de 30 dias cada, num ano de 360 dias e vencer-se-ão semestral e postecipadamente. As datas de pagamentos de juros são a 10 de junho e a 10 de dezembro de cada ano, com exceção do último, relativo ao reembolso, que será feito a 25 de novembro de 2024.

Qual é o período de subscrição?

A oferta é destinada a investidores institucionais e de retalho – isto é, também ao público em geral – e vai decorrer entre as 8:30 de 22 de novembro e as 15:00 do dia 6 de dezembro de 2021. As ordens de subscrição transmitidas e devidamente validadas serão satisfeitas de acordo com uma série de critérios de rateio no caso de serem superiores ao montante da oferta das Obrigações Sporting SAD 2021-2024 disponíveis.

Quem coordena e coloca as obrigações?

O Haitong Bank é o assistente, organizador e coordenador global do lançamento da operação financeira. As dez entidades contratadas para colocar as Obrigações Sporting SAD 2021-2024 foram, além do banco liderado por Wu Min, o Activobank, o BIC, o Millennium BCP, o Carregosa, o banco Best, o Caixa – Banco de Investimento, o Crédito Agrícola, a Caixa Económica Montepio Geral e a Caixa Geral de Depósitos.

Onde vai ser aplicado o dinheiro?

Este novo empréstimo servirá para reembolsar o financiamento intercalar resultante de uma operação de titularização com a Sagasta Finance no valor de 26,7 milhões de euros – “a título de acréscimo do preço de compra e venda dos créditos” decorrentes do contrato de direitos televisivos que foi assinado com a NOS no final de 2015 -, feito agora para pagar o empréstimo obrigacionista de 2018 e cujo reembolso está agendado para a próxima sexta-feira, 26 de novembro. O restante será usado “para desenvolvimento da atividade corrente” da SAD sportinguista.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Sporting promete juros de 5,25%. Venda de dívida já arrancou

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião